Henrique Dourado celebra prêmios individuais: 'É algo que fica marcado'

Se não teve muitos motivos para comemorar por conta dos resultados do Fluminense, o atacante Henrique Dourado pôde alcançar metas individuais e terminar o ano em alta. Na cerimônia de encerramento do Campeonato Brasileiro, na sede da CBF, o camisa 9 tricolor saiu com dois prêmios. Foi eleito para a Seleção do Brasileirão como melhor atacante e dividiu a artilharia com Jô, do Corinthians, ambos com 18 gols, dois motivos de muita alegria.

- É algo muito marcante na carreira de um atleta. É algo que vai ficar marcado para sempre. Quero desfrutar desse momento ao máximo - disse o Ceifador, que, no Brasileirão, balançou as redes adversárias em 15 partidas contra 13 equipes diferentes, incluindo os clássicos contra Flamengo e Vasco.

Com contrato até junho de 2020, Dourado termina este ano como referência e principal atleta do Flu, mas não tem presença garantida para o próximo ano.

Valorizado, o atacante espera sondagens e, após o empate com o Atlético-GO, disse que a decisão deve ser a melhor para o clube das Laranjeiras e para ele.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos