Nilton se despede do futebol japonês e pode retornar ao Brasil

Nilton não é mais jogador do Vissel Kobe, do Japão, clube que defendeu desde meados de 2016 e jogou com Podolski por alguns meses. Após acertar sua rescisão, o meio-campista de 30 anos está livre para negociar com outras equipes, inclusive brasileiras.

- Só tenho a agradecer ao clube e aos torcedores por tudo durante este um ano e meio de Vissel Kobe. Vou levar vocês comigo e com minha família para sempre. O Japão é um país espetacular, onde pudemos aprender muito, evoluindo como atleta e como pessoa - disse o jogador.

- Não encontro outra palavra a não ser "obrigado" para descrever tudo o que senti na despedida. Só gratidão transborda em meu coração. Obrigado aos amigos que fiz, obrigado por conhecer melhor esse país, onde passei dias incríveis e pude conhecer melhor essa cultura fantástica, recheada de educação e bons costumes. Muito feliz e com sentimento de missão cumprida, eu me despeço e já estou pronto para a próxima, cheio de esperanças para poder fazer o meu melhor - finalizou

Nilton fechou sua passagem no país asiático com 47 jogos, cinco gols e quatro assistências. Seu último duelo foi no dia 26 de novembro, diante do Cerezo Osaka, pela J-League, quando foi titular e atuou os 90 minutos.

No Brasil, Nilton soma conquistas por todos os clubes dos quais vestiu a camisa. Além do título brasileiro (2005) e a Série B (2008) pelo Corinthians, onde iniciou a carreira, o volante conquistou a Série B (2009) e a Copa do Brasil (2011) pelo Vasco, o Mineiro (2014) e o bi brasileiro (2013 e 2014) pelo Cruzeiro e o Gaúcho (2015) pelo Internacional.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos