Para frear o City, Barcelona abriu o cofre para renovar com Messi

Uma renovação que parecia bem encaminhada se tornou uma novela com rumos de suspense para os torcedores do Barcelona. O antigo contrato de Lionel Messi terminaria em 2018, mas o novo vínculo, que vai até 2021, foi assinado no último dia 25. Essa foi a resposta do clube catalão à investida do Manchester City, que ofereceu 100 milhões de euros (R$ 384 milhões) para contratá-lo, mais 50 milhões de euros (R$ 192 milhões) anuais de salário ao jogador. As informações são do jornal espanhol "Marca".

A proposta do Manchester City chegou ao Barcelona e a Messi, que queria continuar na Espanha mas poderia assinar um pré-contrato com qualquer equipe a partir de janeiro caso não renovasse com o clube catalão. Porém, segundo a publicação, para que o craque permanecesse na Catalunha, o Barcelona teve que igualar a proposta dos Citizens.

Para se proteger de qualquer outra proposta por Messi, o Barcelona estipulou uma multa rescisória no valor de 700 milhões de euros (R$ 2,7 bilhões), a maior da história do futebol e três vezes maior que a de Neymar(222 milhões de euros), que foi para o Paris Saint-Germain.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos