Negativa a Jair e preferência por Zé: o que o Santos procura em técnicos

Desde que Levir Culpi foi demitido do Santos, no dia 28 de outubro, é comum ver dezenas de torcedores no mesmo dia pedir para que Jair Ventura, do Botafogo, seja o escolhido para 2018, independentemente de qual candidato à presidência seja eleito no próximo sábado. Porém, não é assim que a atual diretoria, comandada por Modesto Roma Júnior, candidato à reeleição, pensa.

Mesmo sem saber quem vence o pleito, a diretoria do Peixe já sondou alguns treinadores e descartou o nome de Jair. Segundo alguns deles, a condução de Jair com o elenco alvinegro não agrada membros da diretoria santista, que atribuem seu parte de seu destaque ao conhecimento do Botafogo, clube no qual trabalhou mais parte de sua carreira.

A predileção por Zé Ricardo vem justamente por ter mostrado que há vida fora do Flamengo, clube no qual deixou de ser treinador da base para ser efetivado e depois vir a ser treinador do rival Vasco, que se classificou para a pré-Libertadores e pode ir à fase de grupos antes se o Flamengo for campeão da Copa Sul-Americana.

Outra característica de Zé Ricardo que agrada a direção santista no momento é o costume de trabalhar com as categorias de base e de buscar um sistema tático ofensivo. Porém, já é sabido na Vila Belmiro que não será fácil tirar o treinador de São Januário pois tanto Eurico Miranda como seu opositor, Julio Brant, querem dar sequência ao trabalho do técnico que tem contrato até o fim de 2018.

Abel Braga é o segundo nome na lista do Alvinegro. Experiente e com títulos importantes no currículo, como Libertadores e Mundial, Abelão não sabe se permanece no Fluminense. O alto valor de mercado preocupa os dirigentes santistas.

Por fim, Vagner Mancini e Oswaldo de Oliveira aparecem na lista. O atual comandante do Vitória passou pelo Peixe em 2009 e o do Galo, em 2005 e 2014. Oswaldo é querido por alguns jogadores do elenco e, para muitos, foi demitido injustamente em 2014 pela diretoria de Odílio Rodrigues. Inclusive, Modesto buscou sua contratação em 2015, mas foi vetado pelo Comitê de Gestão.

Desde que Modesto Roma Júnior assumiu o clube, em 2015, treinaram o Santos Enderson Moreira (contratado em 2014), Marcelo Fernandes, Dorival Júnior, Levir Culpi e Elano. O último segue como auxiliar fixo do clube.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos