Presidente da Desportiva Ferroviária é preso sob suspeita de tráfico de drogas

O presidente da Desportiva Ferroviária, Edney Costa, ganhou as páginas policiais nesta quinta-feira. De acordo com informações do G1 e da CBN Vitória, o dirigente, que acabara de se eleger, foi um dos sete detidos em uma operação da Polícia Federal que apreendeu mais de 240kg de cocaína em um contâiner no Porto de Vila Velha.

A previsão era de que a droga, que estava escondida em uma carga de milho seria enviada para a Espanha e renderia cerca de US$ 17 milhões. Segundo investigações, Edney Costa, que trabalha como portuário, seria o intermediário entre donos da droga e funcionários do Porto de Vila Velha.

Embora não saiba dizer há quanto tempo a quadrilha agia, a PF apontou que a apreensão indicou que o Espírito Santo era a principal rota da exportação de cocaína do Brasil. Todos os presos foram encaminhados para o Sistema Penitenciário Estadual e o flagrante foi encaminhado para a Justiça Federal, em Vitória.

Em nota oficial, a Desportiva Ferroviária confirmou a suspensão de Edney Costa, até que o caso seja esclarecido:

"A Associação Desportiva Ferroviária informa que, diante do suposto envolvimento, no caso da operação da Polícia Federal, do presidente eleito Edney José da Costa - que tomaria posse no dia 01 de janeiro de 2018 -, a diretoria se reuniu na noite desta quarta-feira (06) e decidiu pela suspensão do mesmo nas atividades do clube, até que o caso seja esclarecido, também respeitando os direitos de defesa do presidente eleito. Uma reunião entre a diretoria e o Conselho Deliberativo do clube será convocada para discutir a questão, tomar medidas cabíveis e avaliar a possibilidade de novas eleições. O futebol profissional segue em atividade".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos