Chape quer manter Wellington Paulista, mas base salarial pode dificultar a negociação

A Chapecoense quer manter Wellington Paulista em 2018, mas a questão salarial pode atrapalhar as negociações. O clube já alertou que não tem como manter o vencimento do atleta, que recebia parte do pagamento do Fluminense, dono de seus direitos até o final deste ano.

Em reunião com o empresário do jogador, Alexandre Oliveira, as partes discutiram o que deve ser feito para que o vínculo seja estendido. De acordo com o GloboEsporte.com, a Chapecoense abordou a necessidade de reduzir o salário do jogador.

Entretanto, Wellington Paulista encerra o ano em alta. Artilheiro do Verdão, com 16 gols em 65 jogos, e capitão do time, o atacante deve papel fundamental no desenvolvimento do grupo no final do Campeonato Brasileiro e na conquista de vaga na fase preliminar da Libertadores.

Outros pretendentes já entraram na jogada e o Goiás é um deles. O clube esmeraldino já avisou que vai investir no atleta, caso a Chapecoense não conte com ele em 2018, e só espera a decisão da diretoria condá para tentar um acordo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos