Corinthians entra em acordo por financiamento e volta a pagar Arena

Sem pagar desde março do ano passado, o Corinthians voltou a arcar com o financiamento da Arena nos últimos meses. O clube entrou em acordo com a Caixa Econômica Federal para um novo formato de parcelamento.

Nos últimos meses, o Corinthians quitou quatro parcelas do acordo. A informação foi publicada inicialmente pelo Uol Esportes.

O Corinthians havia paralisado os pagamentos em março do ano passado porque não teria condições de arcar. Desde então, o clube e a Caixa vinham discutindo uma nova forma de parcelamento.

Com o novo acordo, o Corinthians continua com o prazo para quitar a dívida até 2028. As parcelas aumentarão nos últimos anos do pagamento.

Orçado em R$ 820 milhões, o estádio inaugurado em 2014 em Itaquera viu o valor crescer. Atualmente, somado juros e as dívidas com a Caixa e com a construtora Odebrecht, o valor total chega a cerca de R$ 1,7 bilhão.

Dois motivos principais fizeram o clube ter ainda mais dificuldade em cumprir os pagamentos: o naming rights e os CIDs (Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento) encalhados. O Timão acreditava em R$ 400 milhões na venda do nome da Arena, mas até agora não achou alguma empresa interessada. Já em relação aos CIDs, dos R$ 420 milhões, o clube vendeu apenas R$ 42,5 milhões.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos