Com indefinição na Justiça, Peres abre portas para retorno de Zeca

  • Marcello Zambrana/AGIF

A situação do lateral Zeca gerou dor de cabeça para o Santos na segunda metade de 2017. Recém-eleito, o presidente José Carlos Peres manteve portas abertas para o jogador, que entrou na Justiça para deixar o clube e recebeu um habeas corpus que o liberou para assinar com qualquer time.

Porém, por faltar em vários treinos no CT Rei Pelé o clube da Baixada pode cobrar em uma futura negociação a multa rescisória de R$ 50 milhões de reais para o futebol nacional e 50 milhões de euros (R$ 193 milhões) para o internacional.

O atual cartola terá uma reunião com Modesto para conversar sobre o caso e entender a situação. Ele também espera que o lateral reveja a questão de se afastar do Santos e ressalta sobre o jogador ser patrimônio.

"Vamos procurar entender a questão do Zeca. Tenho uma reunião com o Modesto para falar sobre isso. Espero que o jogador reveja a questão de se afastar do Santos, ele é um patrimônio do clube. Amanhã vou ter maior conhecimento sobre o caso", afirmou em entrevista à "ESPN Brasil"

Peres também conta com a ajuda de Roma para conseguir a transição ainda nesta semana e iniciar o processo de escolha do técnico, reforços e planejamento para 2018

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos