DFB revela valores da premiação caso a Alemanha seja penta em 2018

Atual campeã do mundo, a Alemanha terá um motivo extra para "defender o território" e levar o Mundial da Rússia em 2018. Ou melhor, 350 mil motivos. Nesta quarta-feira, a Confederação Alemã de Futebol (DFB) divulgou que pagará 350 mil de euros (cerca de R$ 1,3 milhão) a cada jogar em caso de taça.

- A oportunidade de fazer história mais uma vez e defender o título da Copa é uma motivação para os jogadores. Ficaria na história e valeria um bônus muito especial. É claro, no entanto, que o desafio esportivo é o mais importante para os jogadores, e não o financeiro - disse Reinhard Grindel, presidente da DFB, completando:

- Quero agradecer particularmente ao Friedrich Curtius (secretário-geral) e ao Manuel Neuer (goleiro e capitão da seleção), que lideraram as discussões em prol de um interesse em comum - finalizou Grindel.

A entidade também afirmou que a premiação se dará de forma progressiva, de acordo com as metas estipuladas - com anuência de Neuer. Se forem às quartas da Copa, os atletas vão receber 75 mil de euros (R$ 290 mil). No caso de irem às semifinais, 125 mil euros (R$ 484 mil) para o bolso de cada; terceiro lugar, 150 mil euros (R$ 580 mil); vice-campeão, 200 mil euros (R$ 775 mil). Já em caso de título, os cobiçados 350 mil euros (R$ 1,3 milhão) serão o bônus.

Última campeã da Copa das Confederações e líder isolada do Grupo C das Eliminatórias, com dez vitórias em dez jogos (100% de aproveitamento), a Alemanha chega à Copa como uma das grandes favoritas. Se for vencedora, a seleção de Joachim Löw passará a ter cinco títulos na bagagem.

Para chegar ao penta, e igualar ao Brasil, os alemães terão que passar pela primeira fase do Mundial, cujo grupo (F) também conta com Coreia do Sul, México e Suécia.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos