Fifa ameaça tirar Espanha da Copa por interferência em eleição

Classificada para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, a Espanha vê sua participação na competição em risco. Isso porque a Fifa ameaçou excluir a Fúria por considerar uma interferência do governo a proposta para repetição das eleições à presidência da Real Federação Espanhola de futebol. A informação é do jornal "El País".

Segundo a publicação, a Fifa enviou uma dura carta à federação avisando que as intromissões governamentais poderiam acarretar na suspensão do país como associado, o que tiraria a seleção das competições internacionais, como a Copa do Mundo.

O Conselho Superior de Esportes do país pediu a repetição das eleições na federação. Em maio, Ángel María Villar foi reeleito, mas acabou suspenso do cargo por um ano após ser preso em julho acusado de corrupção. No entanto, ele responde o processo em liberdade.

O dirigente teria uma rede de clientes e utilizou jogos da Espanha para tirar proveito com a empresa de Gorka, seu filho. Villar teria usado ainda a federação para beneficiar mandatários de entidades regionais para receber apoio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos