Após ano turbulento, Muralha avisa: 'Quero ser grande de novo no Fla'

Certamente 2017 é para ser esquecido por Alex Muralha. Mesmo tendo começado a temporada em alta, chegando até a ser convocado por Tite para a Seleção Brasileira, o camisa 38 foi acumulando falhas e decepções. Já na parte final do ano, relação ente o atleta e a torcida já estava abalada e presença para 2018 é incerta.

Com a situação praticamente insustentável neste momento, o camisa 38 não sabe se irá continuar no clube para a próxima temporada e mudança de ares é uma possibilidade. Alex Muralha afirmou em entrevista ao Esporte Espetacular que pode ir para alguma outra equipe, mas que uma meta na carreira é voltar a ser "grande dentro do Flamengo".

- Não sei se no ano que vem eu continuo aqui, porque ainda tenho contrato (até 2019). Fiquei sob ameaças, um bom tempo sem ir na rua, só treinava e jogava. Não ia na padaria, no mercado, não ia no cinema com a minha mulher. Se eu sair, eu quero voltar e mostrar quem eu sou. Não quero ninguém com pena de mim, até porque tenho saúde e não sofri nenhuma lesão. Eu quero ser grande novamente dentro do Flamengo.

O goleiro assumiu e reconheceu que o seu momento atual não é bom, mas para ele, as críticas que foram feitas foram pesadas demais. Um dos momentos mais difíceis foi quando precisou ser escoltado por policiais fortemente armados antes do jogo contra o Junior Barranquiila-COL.

Fizeram uma imagem muito ruim de mim, realmente não estou em um momento bom, em uma fase boa, mas veio de uma forma muito pesada. O limite veio quando eu cheguei na última viagem para Colômbia e me toquei: "porque isso?". Eu sabia que teria torcida, mas eu cheguei escoltado por policiais com arma de guerra, câmeras e torcida xingando. Eu trabalho, dou o meu melhor mas não acontece. Eu não cheguei no Flamengo por acaso, ninguém chega.

Sabendo do momento ruim que atravessa em 2017, Alex Muralha concordou com Rueda na decisão de sair do time e acredita que escolha do colombiano foi certo.

- O Rueda é muito inteligente, respeito as decisões dele. Quando ele resolveu me tirar de vez, eu pensei que já estava no limite que seria difícil dar a volta por cima naquele momento, ele fez a escolha certa. Foi em prol do grupo, não do Alex.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos