Carille fala em ter 'carta na manga' contra mais baixas no Corinthians

Após perder o zagueiro Pablo, que não chegou a acordo de renovação, e o lateral-esquerdo Guilherme Arana, vendido ao Sevilla (ESP), o técnico Fábio Carille admite que ainda pode haver mais baixas no Corinthians, passado os primeiros dias da janela de transferências. Ele disse isso neste domingo, em visita à cidade de Sertãozinho, sua cidade natal.

- Sou bem tranquilo. Sei que é assim, faz parte. Sei que muitos jogadores se destacaram, então, é normal uma saída, e temos que estar prontos para a saída de algum atleta. Temos que ter alguém na manga, pronto para trazer e não perder tempo. As informações que eu tenho são as oficiais. Normalmente, na internet tem muita especulação. Tem verdade, mas tem muita especulação. Se eu começo a ler muito, aí fico sem sono - afirmou Carille, em entrevista publicada pelo site Globo Esporte.

O comandante adota a mesma postura pés no chão ao falar sobre as possíveis chegadas. Até o momento, o Timão anunciou a contratação do atacante Júnior Dutra e tem tudo certo com o volante Renê Júnior, que deve assinar contrato no próximo dia 22. E mesmo com nomes como o de Gustavo Scarpa, Fluminense, no radar, Carille não se ilude com reforços de peso.

- Não espero uma contratação bombástica, não espero a cereja do bolo, mas, sim, espero um elenco bastante equilibrado e competitivo, assim como eu tive este ano - declarou.

Em Sertãozinho, foi preparada uma carreata para o treinador, filho ilustre, mas ele rejeitou, preferindo algo mais simples. Isso fechando o ano como campeão paulista e brasileiro pelo Timão.

- Pareceria que fui o salvador, o grande ou único responsável pelo título, e não gosto dessas coisas. Sei que houve movimentação. Falei que chegaria num dia e cheguei em outro, aprontei uma correria para a cidade, mas procurei evitar isso. Continuo sendo muito simples nas coisas que faço. Não gosto de badalação, de ficar me expondo demais - frisou Carille.

De férias, Corinthians se reapresenta no próximo dia 3 para a pré-temporada. Carille. no entanto, não para. Ele tem feito um curso na CBF e está sempre ligado na movimentação do Timão no mercado.

- O corpo sai do CT do Corinthians, mas a alma, a cabeça, o telefone, conversando com os diretores do Corinthians praticamente o dia inteiro em cima de contratações e possíveis saídas. Faz parte. Totalmente de férias, não tem jeito - contou o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos