E 2018 promete! Um raio-x dos primeiros meses de Neymar no PSG

Na volta do capitão Neymar à embarcação do Paris Saint-Germain, a maré voltou a ser mansa. O brasileiro, que não tem a faixa de líder mas é o destaque de sua equipe, marcou dois gols e deu duas assistências na goleada sobre o Rennes por 4 a 1, fora de casa, pelo Campeonato Francês.

E Neymar tem mais um jogo para brilhar e se despedir de 2017 com chave de ouro. O duelo caseiro diante do Caen, nesta quarta-feira, pode deixar o PSG mais líder do que nunca na Ligue 1 - hoje, a diferença é de nove pontos para o Monaco, vice-líder.

O camisa 10 também pode aumentar seus números pelo clube parisiense. Até aqui, são incríveis 17 gols e 12 assistências em 19 jogos - que o leva a uma média de 0,89 gols por partida. Hoje, ele tem um aproveitamento de 86% atuando pelo PSG, colaborando diretamente na disparada do nacional e na classificação às oitavas de final da Liga dos Campeões, como primeiro do Grupo B, à frente, inclusive, do gigante Bayern de Munique.

Por falar em Bayern, o clube alemão ficou marcado nestes primeiros meses de Neymar na França. O time bávaro foi, até aqui, o adversário de maior expressão do craque. O saldo é positivo, uma vez que, pela fase de grupos, venceu na ida por 3 a 0, marcando um gol, e perdeu na volta, por 3 a 1.

A derrota na Alemanha, aliás, foi a segunda dele pelo PSG. A primeira se deu na mesma semana, só que pelo Francês - para o Strasbourg, que alijou a invencibilidade da equipe de Unai Emery na temporada. Além dos reveses, Neymar tropeçou com seus companheiros diante do Olympique de Marseille, quando empatou em 2 a 2, num jogo marcado pela sua primeira - e única - expulsão até aqui.

Na ocasião, o craque saiu questionado por conta de seu comportamento explosivo em situações de provocações e pancadas excessivas dos marcadores. No entanto, em relação à turbulência, nada se compara ao polêmico episódio do pênalti contra o Lyon, no qual se desentendeu com Cavani e que merece um capítulo à parte.

O ENTREVERO COM CAVANI

O duelo com o Lyon tinha um tom decisivo, tenso. Em meados de setembro, Neymar, então com cinco gols no Francês, ficou contrariado por Cavani não ter deixado bater um pênalti. O uruguaio desperdiçou a chance, mas o PSG saiu com a vitória (2 a 0). O episódio foi alimentado, sobretudo pela imprensa local, durante um bom período de tempo. Até o capitão (legítimo) Thiago Silva teve que se posicionar a respeito.

Passada a polêmica, Neymar e Cavani têm se alternado nas cobranças da cal. O camisa 9, assim como o brazuca, vai muito bem, obrigado - com 24 gols em 25 gols na atual temporada. Pupilo da dupla, o jovem Mbappé, outro recém-chegado, também está brilhando sob a tutela de seu ídolo Neymar: já são 11 gols em 20 partidas para o jovem de 20 anos.

QUANDO COMEU GRAMA

A torcida do Paris Saint-Germain ainda espera pelo primeiro hat-trick de Neymar pelo clube. Por outro lado, o que não dá para cobrar é o caráter decisivo do astro. Neymar já decidiu partidas importantes, tanto no Campeonato Francês quanto na Liga dos Campeões.

No Francês, vale sublinhar atuações como contra o Toulouse, o Bordeaux, o Monaco e o Rennes - o último adversário dele. Contra o Bordeaux, por exemplo, Neymar e companhia não deram nenhuma chance a um time que vinha em ascensão na tabela. O camisa 10 marcou um golaço de falta e fez outro de pênalti - que o levou a comemorar com Cavani e amenizar a controvérsia sobre a rivalidade no badalado elenco.

O QUE VEM EM 2018

Depois da já citada partida contra o Caen, válida pela 19ª rodada do Campeonato Francês, o PSG realizará uma intertemporada no Qatar, mais precisamente em Doha, entre os dias 21 e 23 de dezembro.

Por lá, terra do presidente do clube, Nasser Al-Khelaifi, Neymar esquentará os motores para um ano que traz muitas expectativas para a torcida parisiense, que tanto sonha com o inédito título da Champions.

Protagonista da contratação mais cara do futebol mundial, Neymar terá a missão de ser "o cara" justamente diante de uma equipe que se acostumou a rivalizar nas últimas quatro temporadas, quando vestia a camisa do Barcelona: o Real Madrid. O clube merengue será o adversário do Paris nas oitavas.

O confronto de ida será realizado no dia 14 de fevereiro, no Santiago Bernabéu. Já a volta será no Parque dos Príncipes, dia 6 de março. Caso passe pelos espanhóis, o time de Neymar terá mais cinco compromissos para levantar a orelhuda. Um brilho da estrela brasileira rumo à inédita conquista do PSG será a principal pavimentação para Neymar levar a Bola de Ouro no fim do ano. E ainda tem Copa do Mundo. Haja ousadia e alegria a serem extraídas de Ney.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos