Saudade da filha e Copa: empresário de Pratto fala sobre suposta saída

Cotado como possível reforço do River Plate, o atacante Lucas Pratto ainda não foi procurado pelo clube de Buenos Aires. O jogador, que declarou que ficaria seduzido caso recebesse uma proposta dos Milionários, não gostaria de tomar uma decisão que prejudicasse o São Paulo, embora veja a possibilidade de retornar para seu país-natal como uma chance de jogar a Copa do Mundo do ano que vem. Em contato com a reportagem, Gustavo Goñi - empresário do jogador - explicou a situação.

- Tudo isto que se falou é apenas especulação. O River Plate não me procurou, não procurou o Lucas e também não procurou o São Paulo para fazer uma proposta. Não existe nada de concreto, cravou o agente.

De acordo com o agente, o jogador está mais do que satisfeito em defender as cores do Tricolor. Entretanto, alguns fatores poderiam fazer que ele abrisse negociações para jogar no River Plate. A saudade da filha, de apenas sete anos, e a vitrine para o técnico Jorge Sampaoli podem pesar caso os portenhos apareçam com US$ 10 milhões (R$ 33 milhões) ao São Paulo.

Contratado pelo Tricolor em fevereiro deste ano, Lucas Pratto entrou em campo em 48 oportunidades e anotou 14 gols. Os números, que estão longes de serem ruins, não são a principal razão para que o clube do Morumbi tente barrar uma suposta saída. Além da sua importância técnica, o jogador é um líder dentro do elenco e um dos atletas mais comprometidos com o clube.

O São Paulo, que pagou R$21 milhões ao Atlético-MG para ficar com 50% dos direitos do atacante, não está disposto a abrir conversar para negociar um de seus principais jogadores. O River Plate, no entanto, acredita ser possível tirar o atleta do Morumbi e deve usar sua vaga na Copa Libertadores do ano que vem como argumento para convencer o argentino a forçar uma saída.

É grande a vontade do Lucas Pratto voltar a jogar na Argentina?

Ele sente falta da filha e não quer ficar tão longe dela. Esse é um fator muito importante para que essa possibilidade passe pela cabeça dele. Como ele não é mais casado com a mãe da garotinha, a situação se torna ainda mais complexa.

A possibilidade de jogar a Copa do Mundo na Rússia também é um dos fatores que podem influenciá-lo?

Com certeza. O Lucas, assim como qualquer outro jogador, tem o sonho de defender seu país em uma Copa. O River, assim como o São Paulo, são excelentes vitrines.

Na Argentina, especula-se que o River Plate faria uma proposta de US$ 10 milhões. Esse valor seria suficiente para tirar Pratto do São Paulo?

É muito dinheiro, mas eu não tenho como te responder essa pergunta. Se tiver essa proposta na mesa, a gente precisa ouvir o São Paulo e ver o quanto o clube estaria disposto a negociá-lo.

O Pratto conversou com você sobre a possibilidade de jogar no River Plate ou de retornar para o futebol argentino em outra equipe?

Não, não conversamos. O Lucas está feliz no São Paulo e nunca falamos sobre River Plate ou qualquer outra equipe do futebol argentino. O foco dele é ajudar o São Paulo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos