Novela se arrasta e chances de Hudson voltar ao São Paulo crescem

A possibilidade do volante Hudson retornar ao São Paulo no ano que vem cresce a cada dia. As propostas da diretoria do Cruzeiro ao Tricolor foram negadas e o clube de Belo Horizonte tem até o dia 31 de dezembro para desembolsar 1,5 milhões de euros (R$ 5,86 milhões) para ter o meio-campista em definitivo por três anos. Caso contrário, o atleta se apresenta no CT da Barra Funda no dia 3 de janeiro.

A novela, que se arrasta por semanas, tem sido vista com maus olhos pelos representantes do volante e também do São Paulo. O Cruzeiro, que já acertou tempo de contrato e valores de salário com Hudson, tem a opção de fazer o pagamento em seis parcelas trimestrais de 250 mil euros (R$ 977 mil), o que lhe daria 18 meses para quitar o valor.

No entanto, os mineiros alegam estarem com os cofres vazios e acreditam que a pedida é alta para um atleta de 29 anos. Sendo assim, tentam reduzir a pedida a qualquer custo, mas a diretoria tricolor tem se mostrado firme.

Primeiro, a Raposa ofereceu 750 mil euros (R$2,9 milhões) por 25% dos direitos do volante e o São Paulo, que detém 50% do valor total do atleta, recusou.

Depois, o Cruzeiro se dispôs a ceder sua parte (25%) nos direitos do atacante Lucca, do Corinthians, ao São Paulo para ter Hudson em definitivo. O Tricolor ainda não respondeu oficialmente, mas deve, mais uma vez, negar.

Desta forma, caso o clube de Belo Horizonte não abra os cofres, a tendência é de que o jogador retorne ao São Paulo e faça parte do elenco chefiado por Dorival Júnior para a próxima temporada, ao invés de disputar a Copa Libertadores com a equipe de Mano Menezes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos