Mural do 'gol eterno' será inaugurado nesta sexta-feira na Arena Condá

A Arena Condá recebe nesta sexta-feira uma partida beneficente em que os treinadores serão Tite e Fábio Carille. Mas o torcedor que for ao jogo perceberá algo diferente no estádio. Um mural em homenagem aos atletas campeões da Copa Sul-Americana de 2016 será inaugurado na ala norte.

Denominado 'gol eterno', ele foi narrado por Rafael Henzel, um dos sobreviventes do acidente, como se fosse a jogada do gol do título e pintado pelo artista Paulo Consentino. O trabalhou começou dia 24 de novembro.

- Já tinha contato com a Chape desde o início do ano. Fiz um mural em homenagem ao Neto, como se fosse um pedaço do muro do Santos lá em Barcelona, local onde moro quando aconteceu o acidente. Daí começamos a conversar a ideia do formato e contamos com as tintas Coral, que é patrocinadora - disse Consentino ao LANCE!.

As pinturas de Paulo têm ligação com o futebol. Torcedor do Santos, ele foi o responsável por eternizar os jogadores no CT Rei Pelé, além de trabalhos internacionais na Argentina, Uruguai e Holanda.

- Nasci dentro do Santos. Meu pai (Ítalo Consentino) foi médico do Santos na era Pelé. Frequentei muito o Santos e me apaixonei. E isso me trouxe ao futebol. Em 2006, o Pelé tinha uma escola de futebol e eu me ofereci para pintar. Adesão foi bacana que pensei em pintar o muro para o centenário. Idealizei em 2011 e pintei em 2012. Daí pintei o Messi na escola em que ele estudou e o mesmo ocorreu com o Suárez, no Uruguai. Fiz o mural do Cruyff na Holanda e também o Instituto Neymar, na Praia Grande - completa o artista.

O mural na Arena Condá tem mais de 500m². Durante o trabalho, Paulo e sua equipe se aproximaram das pessoas que moram em Chapecó e também dos torcedores do clube.

- Retorno de apoio e carinho das pessoas foi muito positivo. Estava lá quando completou um ano do acidente. Comoção no estádio, vigília... Minha relação com o cidadão de Chapecó foi a melhor possível. Ficava horas no andaime, mas a integração foi muito grande - diz Paulo, antes de completar se estará em campo na partida desta sexta-feira:

- O meu talento é pintar. Sou um jogador frustrado, vou assistir e torcer (risos) - finaliza o artista de 50 anos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos