Anderson Barros diz que volta ao Botafogo é "reconhecimento ao trabalho"

  • Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

Ao que tudo indica, é com um sorriso de orelha a orelha que Anderson Barros retorna ao Botafogo, cinco anos após sair por divergências com o então presidente Maurício Assumpção. E, nas primeiras palavras como diretor executivo do clube, ele faz questão de escancarar essa alegria, classificada pelo dirigente como "reconhecimento".

Reconhecimento por ter colaborado pela vinda de grandes jogadores ao Botafogo entre 2009 e 2012, período que esteve no comando do futebol do Alvinegro. Seedorf, Herrera, Loco Abreu, Jobson, Lodeiro, Maicosuel, Elkeson e Rafael Marques foram alguns dos nomes que ele trouxe, que dentro de campo corresponderam com a conquista da Taça GB de 2009 e o Carioca do ano seguinte, além da Taça Rio de 2010.

"Vejo como o reconhecimento de um trabalho desenvolvido, o reconhecimento de algo que foi feito dentro do próprio Botafogo. Isso deixa qualquer profissional muito satisfeito. Ter o respeito de direções diferentes, principalmente da atual, que enfrentou uma série de desafios para recolocar o clube na posição que se encontra hoje. Isso é muito significativo pra mim", disse Barros, em entrevista ao site oficial do clube.

Barros ainda não foi apresentado oficialmente, mas, por mais que esteja substituindo Antonio Lopes, já está trabalhando no Glorioso e foi um dos responsáveis pela promoção de Felipe Conceição para ser o treinador do time profissional. O contrato de Anderson com o Botafogo é de três anos, tempo que dura o mandato do novo presidente, Nelson Mufarrej.

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos