Cartolas de federações "saem pela tangente" ao avaliar suspensão a Del Nero

  • Xinhua/Rahel Patrasso

Nem mesmo as acusações da Justiça Americana foram suficientes para Marco Polo Del Nero perder força no Brasil. Sua suspensão por 90 dias da presidência da CBF, exigida pelo Comitê de Ética da Fifa, rendeu forte impacto entre mandatários de federações pelo país afora.

A suspensão provisória do Comitê de Ética da Fifa ocorreu porque o dirigente é acusado pelos promotores do "Caso Fifa" de receber propina para beneficiar empresas de marketing esportivo.

O LANCE! ouviu opiniões de 19 dos 27 dirigentes de federações do Brasil sobre as acusações a Del Nero que vieram à tona no "Caso Fifa". Os cartolas se dividiram entre a solidariedade a Del Nero e sair pela tangente, devido ao receio de fazer pré-julgamentos.

Leia abaixo o mapa das opiniões dos mandatários que, além de responderem sobre o "caso Fifa", falaram sobre a possibilidade de Del Nero voltar a estar à frente da CBF.

FRANCISCO NOVELETTO - presidente da Federação Gaúcha de Futebol (FGF)
Já tive problemas com a CBF, fui explicitamente uma oposição, mas atualmente nossa relação está boa. Por isto, não quero me precipitar. Daqui a pouco, a Fifa diz que não há prova nenhuma, então prefiro não emitir nenhuma opinião no momento. Em um almoço que Del Nero e eu tivemos na semana passada, ele jurou inocência, e vamos ver se ele é realmente inocente.

Quanto a ele voltar a assumir o comando da CBF, pode ser que sim, pode ser que não... Após a decisão final da Fifa, vou tomar um caminho e avaliar de fato sobre o episódio. Não quero sair batendo, depois as provas comprovam que ele tinha razão... Isto acabaria prejudicando o futebol gaúcho.

HÉLIO CURY - presidente da Federação Paranaense de Futebol (FPF)

Não tenho condições de opinar enquanto não houver nenhuma definição do julgamento. Afinal, não quero cometer nenhuma injustiça com o Marco Polo Del Nero.

Ainda não há nenhuma prova concreta sobre uma suposta participação do Del Nero em caso de corrupção. É bom esperar o decorrer do processo para ter uma opinião clara em relação a ele voltar à presidência da CBF.

RUBENS ANGELOTI - presidente da Federação Catarinense de Futebol (FCF)

É melhor me abster sobre este processo especificamente. Não estou a par dos detalhes deste julgamento.

Até o momento, creio que falam, falam e não provam nada contra o Marco Polo Del Nero. Mas, em sua gestão na CBF, a relação dele com as federações sempre foi muito boa e transparente.

EDNALDO RODRIGUES - Presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF)

Olha, não posso emitir uma opinião clara, porque não estou a par do processo. A decisão foi do Comitê de Ética da Fifa. O presidente (Del Nero) diz que é inocente, então, a gente tem de confiar nele.

Creio que ele possa voltar a ficar à frente da CBF, normalmente. Caso tenha passado 90 dias e não encontrem nada, não vejo problema de o Del Nero voltar para cumprir seu mandato.

EVANDRO CARVALHO - presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF-PE)

No dia do anúncio da suspensão, publiquei uma nota oficial sobre o caso no site da FPF. Não vejo como razoável a punição ser dada agora, a esta altura do processo nas cortes nova-iorquinas. Afora aqueles papéis com as consoantes "MPM" achadas na Klefer, não há uma prova objetiva que indique o envolvimento de Marco Polo Del Nero no "Caso Fifa". Todos nós sabemos que basta seguir o dinheiro para achar os culpados. Estranha que, com todos os recursos, ainda mais do FBI, não haja nenhuma prova legítima, objetiva e material. No máximo, há delações, que são meros indícios. Por isto, não tenho como ficar contra Marco Polo Del Nero.

Sobre a chance de ele voltar a assumir o posto na CBF, tudo passa por uma decisão administrativa na Fifa. É evidente que os advogados do Del Nero entrarão com um recurso contra esta punição. Agora, um ano e seis meses atrás, o Gianni Infantino veio aqui e pediu todas as provas. E tudo em torno do Marco Polo foi arquivado. Minha impressão é de que a atual decisão em Nova York foi uma coisa midiática.

ANDRÉ PITTA - presidente da Federação Goiana de Futebol (FGF)

Não acho nada, particularmente. Estou aguardando os fatos até agora. Não houve nada oficialmente comprovado, vamos esperar até ter um posicionamento concreto.

Sobre a chance de ele voltar a assumir a gestão da CBF, creio que a Justiça tem muitos caminhos. É difícil a gente, que está de longe avaliar. Vamos aguardar as novas medidas que vêm sendo tomadas no caso.

MAURO CARMÉLIO - presidente da Federação Cearense de Futebol (FCF)

Olha, quem tem que achar é ele, que está afastado. Não tenho nenhuma posição concreta sobre o assunto. Mas enquanto o Del Nero estiver suspenso, nosso futebol segue, a gente continua.

Caso não haja nenhum impedimento, por que Del Nero não poderia voltar à presidência da CBF? Nossa relação com o presidente, aliás, tem sido bem cordial sempre.

JOSÉ VANILDO - presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF)

Eu compreendo que, em razão dos fatos divulgados em torno do Del Nero, a Fifa, oportunamente, ofereceu ao presidente que ele prestasse seus esclarecimentos. Até porque, o Marco Polo não é alvo de processo no momento.

Temos de esclarecer que não há nenhuma vacância do cargo. Trata-se apenas de um afastamento cautelar, temporário, para que o Del Nero mostre seus argumentos de defesa.

FELIPE FEIJÓ - presidente da Federação Alagoana de Futebol (FAF)

Não vou fazer pré-julgamento de ninguém. Portanto, acredito na palavra do Del Nero até o final. Vamos esperar o julgamento para saber se ele é inocente ou não.

Acredito que ele tenha condições de seguir no comando da CBF após o fim da suspensão, especialmente se ele comprovar que é inocente. Já aconteceu com várias pessoas de passar por processo. E, nas reuniões, ele tem sido bastante transparente com a os presidentes de federações.

ADELCIO TORRES - presidente da Federação Paraense de Futebol (FPF Pará)

A gente lamenta, porque sabe da honestidade, da pessoa parceira que o Del Nero é. Sempre é educado com as federações, e também com os clubes.

Além disto, ele tem totais condições de voltar à presidência da CBF. Del Nero vai provar sua inocência e, sendo o presidente, pode prosseguir seu mandato.

ROBERTO GÓES - presidente da Federação Amapaense de Futebol (FAF)

Foi desnecessária esta suspensão. A CBF melhorou muito depois que Marco Polo Del Nero a assumiu! Além disto, há muito debate em torno de supostos episódios ainda na gestão de Marin. Cada cidadão tem de ser julgado em separado.

Diante disto, Del Nero tem todas as condições de voltar a assumir a presidência da CBF ao fim da suspensão. Sua relação é boa, não só com presidentes das federações, como também em relação aos clubes, e faz bem aos programas sociais.

DISSICA VALÉRIO TOMAZ - presidente da Federação Amazonense de Futebol (FAF)

Na realidade, eu entendo que se houvesse alguma coisa realmente comprovada, já viria à tona antes. Mas só por insinuações se afasta um presidente? Porque, até agora, não apareceu nenhum cidadão que deu um cheque nominalmente. Veio polícia dos Estados Unidos, da França... Agora, dizem que ele recebeu depósito de terceiros, empresas deram dinheiro. Então, que se apresentem provas.

Caso não provem nada nestes 90 dias, não vejo motivo para ele não voltar ao posto de presidente da CBF. Agora, para afastá-lo, a coisa tem que ser muito clara.

ZECA XAUD - presidente da Federação Roraimense de Futebol (FRF)

Sinceramente, não sei detalhes sobre o processo, a questão da Comissão de Ética é um problema administrativo. Cabe à Fifa julgar e comprovar. Mas espero que tudo esteja resolvido, e eles deixem o presidente da CBF trabalhar. O Del Nero vem fazendo um bom trabalho. Os campeonatos estão muito bons, o Marin e o Del Nero permitiram que todo o Brasil conhecesse os clubes.

Del Nero tem de recorrer para voltar o mais breve possível. Nós precisamos trabalhar. Esta politicagem é muito feia! O presidente da CBF tem de voltar, para continuar seu trabalho benéfico, envolvendo clubes, federações... Não acrescenta em nada a polêmica da Fifa.

ANTONIO AMERICO - presidente da Federação Maranhense de Futebol (FMF)

Eu tenho a opinião já formada sobre o assunto: já puniram todo mundo, mas não existe até o momento nenhuma prova concreta sobre ligação com Marco Polo Del Nero. Todo mundo é inocente, até que se prove o contrário. Por isto, tenho apoio irrestrito ao nosso presidente.

Sem dúvida, ele tem condições de voltar a assumir a CBF ao fim da suspensão. A gestão dele é excelente, a Seleção Brasileira está em alta e o seu relacionamento com as federações e clubes tem sido muito bom.

CESARINO OLIVEIRA - presidente da Federação Piauiense de Futebol (FFP)

Acho que a Fifa veio a tomar esta decisão porque crê que o Marco Polo deveria ser mais importante do que o Marin. Foi uma pressão clara, mas o Del Nero sempre nos disse que não tem nada a temer. No nosso país, as pessoas têm de ser primeiramente julgadas, e o presidente (Marco Polo Del Nero) nos disse que está à disposição para que os americanos apresentem estas situações aí.

Creio que o Del Nero esteja cuidando para, durante este prazo, buscar sua defesa. A Fifa tem meios para levantar a vida de um dirigente, a partir daí, não sei o que opinar sobre o caso.

DANIEL VASCONCELOS - presidente da Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF)

Acredito na inocência dele. Del Nero tem um relacionamento muito bom com as federações e, quanto a esta questão que causou a suspensão, quem vai dizer ou não é a Justiça.

Ao fim da suspensão, acho que o Marco Polo tenha condições de voltar à CBF sem problemas. Ele é uma pessoa muito transparente ao lidar com a gente e, além disto, as competições melhoraram nos últimos anos.

ARON DRESCH - presidente da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF)

A gente tem de aguardar o decorrer dos fatos, mas não tenho uma opinião exatamente formada. Vamos aguardá-lo esclarecer os fatos. Afinal, estamos em um momento complicado, às vésperas de uma Copa do Mundo.

Creio que, ao fim da suspensão, o Marco Polo tenha totais condições de assumir o comando da CBF novamente, pois tudo será esclarecido. Além disto, nossa relação com a CBF é das melhores possíveis.

AMADEU RODRIGUES - presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF)

Eu achei a suspensão precipitada. O Marco Polo tem feito um bom trabalho na CBF, com um trabalho de modernização. Além disto, o presidente é muito correto no tratamento com as federações. Até mesmo as federações mais modestas ele tenta fazer com que cresçam cada vez mais. Por isto, a Federação Paraibana de Futebol apoia Marco Polo Del Nero.

Sem dúvida, ele tem condições de voltar a assumir o comando da CBF ao fim da suspensão. Ele demonstra tranquilidade e muita disposição para trabalhar pela melhora da entidade.

ANTÔNIO AQUINO LOPES - presidente da Federação de Futebol do Acre (FFAC)

A impressão é de que isto não foi uma atitude que partiu da Fifa, e sim que a entidade sofreu uma pressão da Justiça americana. Tem alguma coisa estranha nisto. Como é que acham alguma coisa errada só agora em torno do Del Nero?

O Marco Polo tem condições de voltar à CBF sim, tranquilamente. Sua relação com a gente, inclusive, é a melhor possível.

Pediram para retornar, mas depois não atenderam mais as ligações da reportagem: Castellar Neto (presidente da Federação Mineira de Futebol), José Wilson (vice-presidente da Federação Tocantinense de Futebol) e Milton Dantas (presidente da Federação Sergipana de Futebol).

Não foram localizados: Francisco Cesário (presidente da Federação Sul-mato-grossense de Futebol), Heitor Costa (presidente da Federação Rondoniense de Futebol), Marcus Vicente (presidente da Federação de Futebol do Espírito Santo), Rubens Lopes (presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) e Reinaldo Carneiro Bastos (presidente da Federação Paulista de Futebol).

 

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos