Sampaoli pede desculpas depois de discutir e ofender policial

Um vídeo divulgado nas redes sociais na última segunda-feira mostrou o técnico da Argentina, Jorge Sampaoli, discutindo e ofendendo um policial. De acordo com o "Olé", o treinador estaria voltando para casa depois do casamento da filha em Casilda, sua cidade-natal.

As imagens mostram Sampaoli irritado que abordou seu veículo. Oito pessoas estavam dentro do carro e, após a ordem do policial para que todos saíssem, a discussão começou. Depois de ser segurado por quem estava perto, Sampaoli xingou o policial e teria dito que ele "ganha 100 pesos (R$ 18) por mês".

Nesta terça-feira, Jorge Sampaoli se manifestou publicamente através de um comunicado no site oficial da AFA (Associação de Futebol Argentino) para pedir desculpas ao policial.

CONFIRA O COMUNICADO NA ÍNTEGRA:

"Sinto-me totalmente arrependido do ocorrido na madrugada de 24 de dezembro, na saída do casamento da minha filha em Casilda. A raiva, numa discussão na qual não estava com a razão, me fez dizer palavras que não representam minhas convicções ou crenças. Entendo que a fiscalização de trânsito é muito importante para a segurança de todos. O respeito a eles salva vidas.

Quero pedir desculpas especialmente ao policial que agredi verbalmente. Farei isso individualmente, como já fiz com o município de Casilda. Em nenhuma circunstância eu entendo que uma pessoa é o que ela ganha. O salário não representa as qualidades nem os valores de nenhum ser humano. Peço perdão à sociedade por esse mau exemplo".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos