Fluminense se mobiliza e dá apoio total a Léo Percovich e familiares

O Fluminense se mobilizou e tem dado total apoio a Léo Percovich, técnico do Sub-20, e seus familiares. O uruguaio, sua esposa e três filhos estiveram envolvidos em um acidente de carro em 16 de dezembro, quando iam do Rio de Janeiro para Minas Gerais - o carro caiu de um viaduto de 20 metros de altura.

Desde então, Léo está internado no Hospital Albert Sabin, em Juiz de Fora. Na enfermaria, o treinador do Fluminense deve ter alta em breve, mas a data ainda não foi divulgada pelo hospital. O filho de oito anos deixou o CTI da Santa Casa da Misericórida, na terça-feira, e já foi transferido para o Albert Sabin, onde ficará no mesmo quarto que a mãe. Não há previsão de alta.

A filha de 5 anos e a filha de 10 anos do casal não resistiram e faleceram. O clube declarou luto oficial e prestou solidariedade à família.

De acordo com o "Globoesporte", o plano de saúde do clube está cobrindo os custos médico de Léo e familiares. Além disso, um funcionário foi deslocado para Juiz de Fora para prestar qualquer tipo de auxílio, em caso de necessidade. Diretor de saúde do Fluminense, Michel Simoni mentém contato com a equipe médica do Hospital Albert Sabin.

Na Copa São Paulo de Futebol Júnior, disputada em janeiro, quem comandará a equipe sub-20 do Fluminense será Marcelo Veiga, coordenador técnico das categorias de base. O Tricolor estreia na competição no dia 2 de janeiro, contra o Mogi Mirim, pelo Grupo 8.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos