Presidente de La Liga comemora 'El Clásico' adaptado ao horário asiático

Diferentemente dos outros anos, o clássico entre Real Madrid e Barcelona, no último sábado, foi realizado mais cedo, em horário adaptado ao público asiático, às 13h, no horário local (10h de Brasília). Em conferência esportiva em Dubai, Javir Tebas, presidente da Liga Espanhola, falou sobre a decisão.

- Há alguns dias colocamos o clássico do dia 23 de dezembro às 13h, que é algo que ninguém acreditaria há cinco anos. Foi para atender essa parte do mundo que estava dormindo (principalmente a Ásia) e que agora pôde ver o clássico no horário nobre - comemorou Tebas.

O dirigente ainda rebateu as críticas sofridas pela escolha do horário.

- Há quatro anos tinham três horários principais na Espanha. Entendemos que deveríamos diversificar. É verdade que nossos torcedores estão na Espanha, mas também estão no mundo. Isso provocou uma crise com os meios de comunicação e com os torcedores que vão aos estádios. Mas um torcedor do Real Madrid ou do Valencia que está em Tóquio é menos importante? Temos torcedores em todo mundo e é preciso cuidá-los por igual - afirmou.

Javier Tebas ainda falou que os horários diferentes nas partidas da La Liga, como de manhã ou no início da tarde, servem para a expansão internacional. Além disso, o cartola ainda admitiu ter contratado antigos diretores do Facebook, Netflix e do banco BBVA para colocar a Liga em um conceito de indústria.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos