Contenção de gastos e salários em dia: a aposta do Fluminense em 2018

O grande reforço do Fluminense para 2018 não estará dentro de campo: o principal objetivo da cúpula atual é o de reorganizar as finanças do clube. A reformulação e mudanças no elenco tricolor, até o momento, comprovam isto. Após sofrer com salários atrasados no decorrer da temporada, o clube aposta em um ambiente mais "leve", com finanças em dia e contenção de gastos.

Até o momento, mais de dez atletas já deixaram o clube, incluindo nomes como Diego Cavalieri e Henrique, além da provável venda de Wendel. Com esse número de jogadores fora, estima-se uma economia anual de R$ 20 milhões, desde diminuição da folha salarial até a negociação de pagamentos atrasados.

O orçamento geral do clube para 2018 será votado nesta sexta-feira, em uma reunião do Conselho Deliberativo tricolor. Será prevista uma redução na folha salarial, além da mudança no perfil das contratações, buscando jogadores de menor custo e livres de contrato, como foi o caso de Gilberto e Jadson, que estão próximos de serem anunciados pelo Fluminense como reforços.

A medida visa, principalmente, evitar novos atrasos salariais com os jogadores que seguirão no clube e com os que serão contratados. Arrumar a casa virou palavra de lei para 2018. Sempre com pés no chão para não comprometer as finanças do clube.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos