Retrospectiva 2017: problema no púbis dificulta sequência de Wellington Silva no Flu

Depois de um começo de ano animador, como titular e compondo o trio ofensivo junto com Richarlison e Henrique Dourado, Wellington Silva terminou a temporada em baixa. Tanto que foi liberado pelo Fluminense para acertar com o Internacional, o que deve ser oficializado em breve. E a questão física - com problema crônico no púbis - acabou marcando a temporada do atacante.

Durante a primeira metade de 2017, Wellington Silva foi titular na maioria dos jogos, aliando velocidade e ousadia pelos lados do campo. Foi importante na campanha do Carioca, marcando gols contra Vasco - duas vezes - e Flamengo, sendo este último na decisão da Taça Guanabara. A revelação de Xerém, que rodou o mundo antes de voltar para o Fluminense, havia reencontrado o bom futebol que o fez ir cedo para a Europa.

Já sofrendo com a questão física - chegou a jogar a final do Campeonato Carioca no sacrifício - Wellington estava acertando, em julho, sua saída para o Bordeaux, da França, em negociação comandada pelo Arsenal. Contudo, ele não foi aprovado nos exames médicos em razão de uma inflamação no púbis, que se tornou, cada vez mais, um problema crônico para o atacante.

Em diversos jogos do Brasileiro, Wellington ficava de fora por conta de dores no local. Submetido a exames, a lesão não era constada. Mas o jogador reclamava de dores, sendo desfalque em grande parte da competição nacional.

Foram oito gols e sete assistências na temporada, que acabou sendo prejudicada pelas dores no púbis. Wellington terminou o ano na reserva, vendo Marcos Júnior ganhar a posição de titular.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos