Sem resposta por oferta, Atlético-MG se despede de Robinho

Fora dos planos da diretoria, a passagem de Robinho pelo Atlético-MG chega a sua data final neste domingo. Os dirigentes ofereceram renovação com redução de quase 50% do salário do jogador, mas seu empresário não respondeu a oferta. O clube pretendia ter uma definição até 8 de dezembro. Com a negociação emperrada, o novo diretor de futebol Alexandre Gallo informou que o atacante pode procurar outro clube para 2018.

Nos dois primeiros anos de Robinho na Cidade do Galo, o jogador embolsava R$ 800 mil por mês. Com o reajuste oferecido pelo clube, o salário seria reduzido a R$ 450 mil, valor que não interessou a agente Marisa Alija Ramos, representante do atleta. Com isso, o jogador está livre para assinar um novo contrato e o Santos aparece como provável destino, apesar de Robinho ter chances de voltar ao exterior.

Em duas temporadas disputadas pelo Atlético, o camisa 9 teve desempenhos distintos. Em 2016, foi o melhor garçom e artilheiro do time, com 25 gols e 10 assistências, além de garantir o vice da Copa do Brasil, vaga na Libertadores e a conquista da Florida Cup.

Por outro lado, o rendimento do jogador caiu consideravelmente em 2017. Apesar de ter sido peça fundamental na campanha do título do Campeonato Mineiro, Robinho marcou apenas 13 gols, mas manteve as 10 assistências do ano anterior.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos