Independência da Catalunha pode tirar Messi de graça do Barcelona

A independência da Catalunha pode causar grandes mudanças no futebol local. Segundo o jornal "El Mundo", caso o estado deixe de pertencer à Espanha, o argentino Lionel Messi pode deixar o Barcelona. Essa possibilidade foi uma exigência do camisa 10 ao assinar o novo vínculo com o clube, em novembro de 2017.

Em seu novo contrato, há uma cláusula que permite a rescisão sem que haja a necessidade do pagamento da multa rescisória, no valor de 700 milhões de euros (R$ 2,7 bilhões), caso o Barcelona não dispute uma 'liga europeia de primeiro nível'. Neste caso, de acordo com o jornal, são os campeonatos Espanhol, Francês, Inglês ou Alemão.

O Barcelona reconheceu a cláusula no novo contrato de Messi, mas garantiu ter interpretado a atitude do jogador como um 'gesto de compromisso'.

Na Espanha, a Lei do Esporte prevê a saída do Barcelona e de outros clubes da região em caso de independência da Catalunha.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos