'9 solitário', Brenner torce por acerto do Bota com outros centroavantes

  • Vitor Silva/SSPress/Botafogo

As saídas de Roger, Tanque e Gorne para Internacional, Atlético-GO e Paysandu gerou uma situação curiosa: o Botafogo inicia a temporada de 2018 com só um homem que joga centralizado no ataque, que é Brenner, autor de 6 gols em 19 jogos na última temporada. Nada mal para quem foi reserva na maioria das partidas, mas é claro que ele não conseguirá jogar sempre.

Aos 23 anos, ele reina absoluto no ataque do Alvinegro, que ainda tem Pachu, Pimpão, Luiz Fernando, Leandro Carvalho, Ezequiel e Lucas Campos - todos jogadores dos lados de campo -, mas garante: quer dividir a majestade com outros jogadores.

"De maneira alguma vou querer ser o único na posição. Torço para o Botafogo forte neste ano, que tenha um grupo qualificado como foi o de 2017. Só com qualidade e bons jogadores que se conquista títulos no futebol. Torço para que o Botafogo traga outros jogadores. Assim como eu cheguei, outros também vão chegar. Assim é o futebol. O elenco tem que estar cada vez mais forte", comentou o atacante.

E não só o atacante quer ver outros 'camisas 9' no elenco. Esta posição é a mais carente do plantel e é o principal objetivo da diretoria neste mercado. Entre propostas de empresário ou para empresários, sondagens e especulações já quase um time de centroavantes que poderiam ter fechado com o Botafogo: Anselmo Ramon, Rafael Moura, Gilberto, Kayke, Kieza, Brocador, Barcos, Barrios e Bergson. Quem está perto mesmo do acordo é Rony, do Cruzeiro, mas é mais um atacante que atua mais pelo lados do campo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos