Eduardo Baptista quer participar de reconstrução da Ponte Preta

O técnico da Ponte Preta, Eduardo Baptista está motivado para comandar a Macaca neste ano, tanto é que recusou propostas oficiais do Sport e do Bahia. A prioridade do treinador é participar da reconstrução do clube alvinegro.

- No segundo semestre do ano passado, tinha planos de voltar a estudar, estava com a passagem comprada para Europa e recusei convites de outros clubes. Por ser de Campinas, pela relação com a Ponte, aceitei o desafio. Mas infelizmente não deu certo. Sabia que as coisas estavam complicadas e que tinha o risco de não salvar. Até por isso, falei que, caso não desse certo, queria fazer parte da reconstrução. Ficamos tristes com a queda, mas também revigorados para reconstruir - afirmou o técnico.

Eduardo Baptista tem como meta conquistar o acesso na Série B e colocar a Ponte Preta na elite do futebol novamente. Para atingir esse objetivo, no entanto, o treinador enfrenta um obstáculo: a questão financeira da Macaca.

O clube perdeu grande parcela do investimento e, aos poucos, tenta adequar o orçamento aos objetivos da temporada. Eduardo, ao menos no discurso, está preparado para enfrentar essa situação.

- É um momento difícil pela parte financeira, saindo de um patamar de quase R$ 40 milhões para R$ 7 milhões. Fica complicado, mas temos de buscar soluções - disse o comandante.

A temporada que começa no dia 17, contra o Corinthians, em São Paulo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos