Entrevista em Miami e viagem no Natal: a negociação de Vinícius Eutrópio para ser técnico do Bolívar

Vinícius Eutrópio começa nesta segunda-feira mais um trabalho na carreira de técnico. Diferentemente dos mais de dez anteriores, o desafio é estar em um mercado pouco desbravado pelos brasileiros: a Bolívia.

Contratado pelo Bolívar, clube de maior torcida do país, ele foi anunciado na noite da última quinta-feira através do Twitter oficial do time e será o primeiro treinador brasileiro a comandar a agremiação de 92 anos. O contrato é de um ano e o principal desafio é a disputa da Copa Libertadores. Os bolivianos estão no grupo 2 ao lado de Atlético Nacional (COL), Colo Colo (CHI) e Delfin (EQU).

- Acredito muito que podemos fazer um bom trabalho e tenho até 28 de fevereiro (data da estreia na competição contra o Delfin, fora de casa) para isso. O Bolívar vai manter 90% do elenco do ano passado e isso é muito importante. Os jogos em casas serão fundamentais - disse Eutrópio ao LANCE!.

A oportunidade em comandar o time boliviano apareceu graças a Zé Carlos. Ex-atacante revelado pelo Botafogo na década de 1990, ele foi campeão pelo Bolívar em 2011 e trabalhou com Vinícius no Santa Cruz, há dois anos.

- O dono do Bolívar, Marcelo Claure, ligou para o Zé Carlos e perguntou se ele tinha alguma indicação. O Zé falou do meu nome e o Marcelo me ligou dia 22 de dezembro. Conversamos e ele perguntou se eu tinha disponibilidade em conversar pessoalmente em Miami. Disse que sim - comenta o treinador.

- Ele me mandou a passagem, sai do Brasil dia 25 de dezembro, conversamos dia 26, voltei no dia seguinte e mantivemos conversas até o acerto. É importante esse tipo de contato e acredito que se os clubes brasileiros fizessem o mesmo a chance de erro seria minimizada. Pude me apresentar, mostrar o meu trabalho e também conhecer o Marcelo, que é audacioso e focado. Claro que é na prática que vou mostrar minha capacidade, mas esse encontro foi importante. Já tinha passado por entrevistas, mas por aqui não temos essa cultura - completa o treinador de 51 anos, que ganhou a concorrência com treinadores argentinos e espanhóis.

Vinícius acredita que um bom trabalho no país pode abrir o mercado para outros profissionais brasileiros. Ele chega ao Bolívar com o próprio Zé Carlos, além de Marcio Correa e Célio Pretto.

- Um dos motivos que eu quero é conseguir espaço para outros técnicos. Não só por mim, quero representar bem os treinadores brasileiros. Estamos preparados com cursos, reuniões. Vou representar uma geração nova, com novos conceitos de trabalho e isso é importante. É uma oportunidade - diz.

O último clube de Vinícius Eutrópio tinha sido a Chapecoense, no Campeonato Brasileiro do ano passado. Ele assumiu após a demissão de Vagner Mancini, em julho, mas permaneceu menos de dois meses no cargo. Foram somente 11 partidas.

Quem é Marcelo Claure?

Boliviano, Marcelo Claure é empresário do ramo de telecomunicações nos Estados Unidos, país em que reside. Em 2008, ele adquiriu a empresa que operava o clube e tornou-se o mandatário desde então. Marcelo é próximo de David Beckham, tanto que o ex-jogador chegou a postar fotos com a camisa do clube e até a presença dele em um jogo foi cogitada no passado. Juntos , eles desejam montar uma equipe em Miami para a disputa da Major League Soccer e no ano passado Beckham chegou a comprar o terreno onde será construído o estádio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos