Especulado no Brasil, Gabigol é eleito pior estrangeiro do futebol italiano

A passagem de Gabigol pela Europa é totalmente diferente do que ele esperava e só piora. Desta vez, ele ganhou o prêmio indesejado do Bidone d'Oro (ou "Lixeira de Ouro", na tradução para o português), uma eleição feita pela imprensa italiana que escolhe o pior jogador estrangeiro da atual ou da última temporada no país.

Especulado em alguns clubes brasileiros, ele recebeu 53,6% dos votos, quebrando o recorde da premiação. O segundo colocado foi o paraguaio Iturbe (ex-Roma e Torino), com 11,9% dos votos. João Mario (Inter), Ever Banega (Inter), Jeison Murillo (Inter), Carlos Bacca (Milan), Gabriel Paletta (Milan), Nikola Maksimovic (Napoli), Josip Posavec (Palermo) e Thomas Vermaelen (Roma) eram outros concorrentes.

Na temporada passada, enquanto estava na Inter de Milão, ele disputou apenas 10 jogos oficiais e fez um gol. Depois de ficar fora dos planos dos italianos, foi emprestado ao Benfica, onde também não conseguiu jogar e marcou apenas um gol em quatro jogos.

No ano passado, Felipe Melo, hoje no Palmeiras, Hernanes, do São Paulo, Dodô, da Sampdoria, e Luiz Adriano, do Spartak Moscou eram os brasileiros concorrentes. Quem também já faturou o prêmio foi Rivaldo em 2003 e Adriano em 2006, 2007 e 2010.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos