Eurico muda tom e levanta chance de pedir uma 'nova eleição' no Vasco

Atual presidente do Vasco, Eurico Miranda concedeu uma entrevista coletiva por mais de uma hora no fim da tarde desta terça-feira e mais uma vez abordou pontos em relação a polêmica urna 7 na eleição do Vasco. O mandatário mudou o tom abordado nas últimas semanas. Pela primeira vez, citou a possibilidade de anular toda a eleição e fazer um novo pleito. Eurico Miranda vem sofrendo sucessivas derrotas na Justiça. No cenário atual, é o candidato de oposição, Julio Brant, que tem mais chance de ser o presidente do Vasco no triênio 2018-2020.

- O estatuto do Vasco é muito claro. Se teve vício em uma eleição, anule-se. Faça-se outra. Poder ser anulada, pode. Eu não peço nada. Isso é o jurídico do Vasco que está fazendo. Tem uns pedidos alternativos, e um deles pode ser esse. Eu não sou candidato a nada. Nunca fui. Tem os titulares da chapa. Os titulares da chapa, os que inscreveram a chapa, é que podem chegar lá e indicar. Aí eu digo se aceito ou não a indicação - afirmou Eurico Miranda durante a conversa com os jornalistas no Complexo Esportivo de São Januário.

Depois de na última segunda-feira o desembargador Luiz Zveiter ter declarado suspeição em julgar o mandado de segurança impetrado por Eurico Miranda para suspender a eleição do Vasco e prorrogar seu mandato como presidente, um novo relator foi sorteado nesta terça-feira. O recurso caiu com o desembargador José Carlos Varanda dos Santos, do Pleno e Órgão Especial do TJRJ, que tão logo indeferiu a liminar. Com a decisão, os votos da urna 7 prosseguem invalidados, dando a vitória da eleição realizada no dia 7 de novembro ao candidato da oposição Julio Brant.

*Mais informações em instantes

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos