Aos 35 anos, Rubinho chega ao Avaí para recomeçar carreira

A chegada de Rubinho no Avaí despertou um olhar de desconfiança dos torcedores. O pé atrás é por conta das poucas atuações do arqueiro nas últimas temporadas. Apesar da experiência e dos títulos na carreira, o atleta jogou apenas duas partidas em 2017, pelo Genoa, e sofreu oito gols. Quando defendeu a Juventus, entre 2012 a 2016, foi reserva de Buffon, um dos maiores goleiros da história.

O arqueiro de 35 anos voltou as origens depois de 13 anos fora do país. Na sua apresentação no Avaí, o jogador fez questão de destacar que a oportunidade era um recomeço da carreira.

- Eu trago comigo uma bagagem de experiências vividas, que passei, para colocar à disposição. Meu entusiasmo e a minha alegria de jogar futebol é independente da idade. Eu jogo desde os quatro anos e a alegria é a mesma - garantiu Rubinho.

O goleiro admitiu que ainda não está na forma física ideal. Concentrado com os novos companheiros em Águas Mornas, ele tem treinado em dois períodos e vem buscando as melhores condições para atuar.

- Até o fim do mês eu creio que possa estar brigando pela posição com Maurício. Tenho à disposição um grande preparador de goleiros, me informei antes de vir e sempre falaram muito bem dele. Estou tranquilo, encontrei grandes profissionais que estão me ajudando a chegar à minha forma ideal. Espero ter o tempo para trabalhar e brigar pela posição. Minha intenção era essa desde que conversei, não quero chegar como titular, vou lutar pela posição - afirmou o atleta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos