Bonsucesso luta pelo mando de campo na última rodada da Seletiva do Carioca 2018

Após quatro rodadas, o Bonsucesso segue com chances de classificação para a fase principal do Campeonato Carioca de 2018. Com duas vitórias fora de casa e duas derrotas "dentro", o Rubro Anil da Leopoldina segue buscando a tão sonhada vaga junto aos principais clubes do Rio de Janeiro. Mas uma coisa tem incomodado os torcedores do Bonsucesso e todos que estão envolvidos na competição pelo clube, principalmente o técnico Marcelo Salles, que não escondeu sua insatisfação com o fato do clube não conseguir mandar seus jogos em Teixeira de Castro.

- Estamos jogando todos os jogos fora de casa. Longe da nossa casa e do nosso torcedor. Jogar em Bacaxá é campo neutro, às vezes, campo adversário, como foi o jogo contra a Cabofriense. Torcedores adversários demoraram apenas meia hora para chegar até lá. Isso me causa estranheza. Todos os clubes do Hexagonal conseguiram laudos para atuarem em seus estádios e o Bonsucesso, não. É uma burocracia demasiada para nós. Não podemos ficar calados com isso - comentou o treinador.

De fato, o Bonsucesso o não conseguiu laudos junto ao Corpo de Bombeiros que liberariam o estádio Leônidas da Silva. O América, que já está no Grupo X, teve seus laudos vencidos e, mesmo assim, já obteve novos laudos para atuar no Giulite Coutinho. O Resende está na mesma situação, também no Grupo X e laudos vencidos, mas já conseguiu reverter e, inclusive, já vai disputar sua terceira partida no estádio do Trabalhador, sua casa.

- Não podemos usar como desculpa as duas derrotas que tivemos com mando de campo, mesmo atuando longe de nossa casa, mas é inadmissível, aliás, incompreensível, não liberarem nosso estádio ou qualquer estádio na cidade do Rio de Janeiro que indicamos para ter nosso torcedor mais perto nas partidas e fazer valer o mando de jogo - resumiu, Salles.

O Bonsucesso ainda tentará uma última cartada para a mudança de local do jogo nesta quinta-feira para enfrentar o Goytacaz em um estádio na cidade do Rio de Janeiro. O jogo está marcado inicialmente para o Elcyr Resende, em Bacaxá, às 16h de sábado. A partida será válida pela última rodada da Seletiva do Carioca 2018. O Leão da Leopoldina precisa vencer o time de Campos e torcer para que o Macaé não vença o Resende, no estádio do Trabalhador, no Sul Fluminense em jogo de mesmo horário.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos