Sem Neymar, PSG vence por placar mínimo e se mantém na liderança

Deu pro gasto. Acostumado a vencer com goleadas elásticas, o time do Paris Saint-Germain jogou o suficiente neste domingo para vencer o Nantes, fora de casa, por 1 a 0. O único gol da partida foi de Di María, melhor do PSG em campo.

Com o resultado, o PSG se isolou na liderança do campeonato francês, com 53 pontos somados, nove a mais do que o vice-líder Monaco.

O JOGO

Jogando sem Neymar, a responsabilidade do time parecia cair sobre o uruguaio Cavani, mas logo nos minutos iniciais pode-se perceber que Di Maria seria o protagonista da noite. A velocidade e os dribles do jogador envolviam a defesa do Nantes, e não demorou para o camisa 11 abrir o placar do jogo.

Ainda aos 11 minutos, Cavani lançou Mbappé na entrada da área e o jovem atacante fez um lindo corta luz, deixando Di Maria cara a cara com o gol na pequena área. O argentino não desperdiçou e chutou cruzado, na saída do goleiro.

Mesmo jogando fora de casa, o Paris Saint-Germain comandava as principais ações de jogo, e o Nantes sofria para chegar à área adversária. Nas poucas investidas dos donos da casa, a defesa dos parisienses conseguiram afastar, sem levar perigo ao goleiro Aréola.

O PSG estava mais perto do segundo gol do que o Nantes estava do empate. O própria Di Maria teve a melhor chance de ampliar o placar, nos minutos finais da primeira etapa, mas conseguiu errar finalização debaixo da trave e sem goleiro.

O Nantes voltou melhor no segundo tempo, finalizando pela primeira vez na partida. Aos 15 minutos, Sala chegou a empatar a partida, mas o bandeirinha anulou (erroneamente) o tento por posição de impedimento.

O bom momento do Nantes parece ter assustado o time do PSG, que voltou a jogar ofensivamente. As melhores chances eram criadas na ponta por Daniel Alves, e o brasileiro fez boa parceria com Rabiot, mas a pontaria do meia não levou perigo ao gol adversário.

A maior emoção no segundo tempo ficou por conta do juiz. Já nos acréscimos, o zagueiro brasileiro Diego Carlos, do Nantes, se enroscou com o juiz durante contra-ataque do PSG. Os dois caíram no gramado e o árbitro tentou chutar o defensor, acreditando ter sido agredido. Diego Carlos, sem entender nada, revidou e empurrou o juiz. Acabou recebendo o vermelho e não terminou o jogo em campo. Final bizarro para um jogo morno.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos