Scarpa faz desabafo e diz ter sido desrespeitado pelo Fluminense

O meia Gustavo Scarpa falou pela primeira vez após conseguir a rescisão de contrato com o Fluminense. Nesta segunda-feira, o jogador de 24 anos, acertou com o Palmeiras e fez um desabafo usando as redes sociais.

Criticado por boa parte dos torcedores tricolores, Scarpa postou uma foto com a camisa do Flu, agradecendo ao clube e assumindo a responsabilidade pela decisão de buscar a justiça para encerrar o seu vínculo com o Tricolor.

- Como todos sabem, não sou um demagogo e preciso agradecer sincera e publicamente ao Fluminense pelos momentos que me proporcionou. Além de mim, somente Deus sabe a gratidão que eu realmente tenho por esse clube e pelas pessoas que conheci através dele. Infelizmente tive que ir por um caminho diferente do que eu sempre sonhei. Escolha minha e não de terceiros - enfatizou o atleta.

Já com a imagem de perfil atualizada com a foto do anúncio feito pelo clube paulista, o meia também afirmou ter sido desrespeitado em várias ocasiões durante os cinco anos que passou nas Laranjeiras.

- Fui extremamente desrespeitado em várias ocasiões nesses 5 anos de clube e nunca expus ninguém a nada, em consideração à instituição e pessoas de bem que fazem parte dela. O clube é, e sempre será, maior do que qualquer jogador! Mas isso não dá o direito de me tratarem como bem entenderem, nem de ficarem me devendo verbas que foram combinadas, como estão me devendo até hoje - ponderou o jogador.

Leia o pronunciamento de Gustavo Scarpa na íntegra:

?"Como todos sabem, não sou um demagogo e preciso agradecer sincera e publicamente ao Fluminense pelos momentos que me proporcionou. Além de mim, somente Deus sabe a gratidão que eu realmente tenho por esse clube e pelas pessoas que conheci através dele. Infelizmente tive que ir por um caminho diferente do que eu sempre sonhei - escolha MINHA e não de terceiros.

Certamente vários adjetivos ruins serão usados contra mim, mas conheço a verdade e meus direitos. Sabendo que essa é uma via de mão dupla, corro atrás de cada um desses direitos porque nunca deixei de cumprir com os meus deveres. Pelo contrário; fui além deles para contribuir com o time e meus companheiros. Fui extremamente desrespeitado em várias ocasiões nesses 5 anos de clube e NUNCA expus ninguém a nada, em consideração à instituição e pessoas de bem que fazem parte dela. O clube é, e sempre será, maior do que QUALQUER jogador! Mas isso não dá o direito de me tratarem como bem entenderem, nem de ficarem me devendo verbas que foram combinadas, como estão me devendo até hoje.

Muitos dos meus sonhos foram realizados e serei eternamente grato por cada um deles. Saio desse clube de cabeça erguida, com a certeza de que sempre fiz o meu melhor!!!! Agradeço a todos os jogadores, fisioterapeutas, fisiologistas, comissão técnica, nutricionista, roupeiros, massagistas, pessoal de apoio, profissionais de Xerém e a maioria da torcida, principalmente pelo respeito que sempre tiveram comigo nesses cinco anos!! Fica aqui a minha gratidão a todos que a merecem. Deus te abençoe @fluminensefc".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos