Carille já projeta como escalar Sheik no Corinthians, mas evita dar prazo

Emerson Sheik voltou ao Corinthians nesta terça-feira, quando começou os trabalhos no CT Joaquim Grava após ser anunciado na última segunda. E o técnico Fábio Carille já projeta como usar o atacante, que assinou contrato apenas até junho.

- É um pouco cedo para falar ainda, vamos ver como o time vai se comportar nos primeiros jogos. Conheço bem o Emerson, vamos ver como ele vai estar. Conforme o adversário posso utilizá-lo aberto, por dentro no 4-2-3-1 mais perto do 9... Sei que ele me dá muitas alternativas. Vamos esperar para definir - afirmou Carille, que era auxiliar técnico na primeira passagem de Sheik pelo Timão.

Carille evitou dar prazo para escalar o atacante, que não atua desde o dia 8 de novembro, na derrota por 1 a 0 da Ponte Preta para o Grêmio, pelo Brasileirão.

- Ele vai fazer avaliações para a gente ter ideia. Ele está há um tempo sem jogar, mais de dois meses. Talvez na segunda-feira, após as avaliações, a gente pode ter uma ideia melhor - disse.

O treinador também contou como foram as conversas para contratar Sheik. Como o LANCE! mostrou nesta terça-feira, o Corinthians já sabia do desejo do atacante desde o fim do ano passado e pagará cerca de R$ 150 mil por mês de salário.

- Fui em um jogo beneficente em Mangaratiba que ele fez (em dezembro), ele manifestou o desejo de encerrar a carreira e eu gostei da ideia. Precisava ouvir o lado diretivo, fizemos várias reuniões antes de viajar aos Estados Unidos, e ele sempre foi pauta. A partir daí, foi o lado diretivo que fez o acerto. Mas eu participei, teve meu aval - declarou Carille.

- Nunca escondi minha amizade com o Emerson. Sempre falei com ele, com Ralf, Renato Augusto, Romarinho... Ele manifestou a ideia lá, e começamos a discutir isso - completou.

O gerente de futebol do clube, Alessandro Nunes, também foi questionado sobre a contratação de Emerson Sheik. Para o dirigente, que atuou com o atacante pelo Timão, o reforço de 39 anos ajudará não só pela experiência.

- É um ídolo da torcida que está retornando após alguns anos longe do clube, fico muito feliz, ele tem um histórico aqui, fez gols importantíssimos. Ele vem para um contrato curto, na disputa onde envolve Paulista, Libertadores, Copa do Brasil e Brasileiro. Temos expectativa que ele possa nos ajudar não só fora de campo, como dentro de campo. Os trabalhos nos dias vão nos mostrar isso - disse Alessandro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos