Corinthians vê Dourado caro, 'não negociará' com Gilberto e busca um 9

O Corinthians ainda segue em busca de um centroavante para ser o substituto de Jô, vendido ao Nagoya Grampus, do Japão. Nesta terça-feira, o gerente de futebol do clube, Alessandro Nunes, detalhou algumas negociações. De acordo com o dirigente, Henrique Dourado, do Fluminense, demandaria um investimento "fora da curva". Além disso, ele afirmou que não negociará mais para contratar Gilberto, que defendeu o São Paulo em 2017 e nesta terça disse que queria ser mais "um louco no bando" do Timão.

- Nossa busca ainda continua por um jogador mais "terminal", que é importante ter no elenco. Sem ignorar jogadores que temos aqui no elenco. Com relação aos nomes que foram cogitados, o presidente (Roberto de Andrade) já se posicionou sobre o Henrique Dourado. Ele tem um custo muito elevado pelo que nós entendemos. Não faremos nenhum investimento fora da curva. É um goleador, sim, mas vamos continuar tendo bastante segurança nas decisões, ainda mais envolvendo números assim - afirmou Alessandro, antes de falar sobre Gilberto.

- Sobre o Gilberto, fizemos uma consulta, nada mais além disso. Não existe negociação, não existe expectativa de ter esse atleta aqui no Corinthians. Nosso elenco é o atual campeão brasileiro e paulista. Temos de elevar o nível de respeito aos atletas que estão aqui. Confiamos no elenco e no Carille. Sobre o Henrique, é um número bem elevado, não virá agora. Sobre o Gilberto, fizemos uma consulta, mas não negociamos e nem negociaremos - acrescentou.

O técnico Fábio Carille, por sua vez, já traçou o perfil do centroavante que deseja ter em seu elenco nesta temporada. A ideia do treinador é contar com um jogador com características pareciadas com a de Jô, mas já tem um plano B caso o Corinthians não contrate.

- Um jogador parecido com o Jô, de retenção de bola e velocidade. Mas se não chegar, o time tem de se adequar às características de outro 9 - declarou Carille, que lembrou até de Sheik, recém-contratado, com alternativa para a posição.

- O time em 2017 se desenhou tendo mais um cara de referência. A gente inicia o ano com isso. Não mudo o 4-1-4-1, mas pode ser um atacante de movimentação, preenchendo o espaço, mas buscando profundidade, não brigando tanto pela primeira bola. Se não chegar nenhum camisa 9, vamos começar com o Kazim e depois tem Emerson, Carlinhos, Júnior Dutra, Lucca, que já jogou assim no Corinthians e na Ponte Preta, como falso 9. A gente busca alternativas no grupo - completou.

Até agora, o Corinthians anunciou cinco reforços: Juninho Capixaba, Renê Júnior, Mateus Vital, Júnior Dutra e Emerson Sheik, enquanto o zagueiro Henrique deve ser anunciado nos próximos dias. Em relação às saídas, além de Jô, o Timão vendeu Guilherme Arana e não chegou a um acordo pela permanência de Pablo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos