Euriquinho, Monteiro e Campello articulam conversas para o Conselho

Até sexta-feira, data marcada para a parte final da eleição do Vasco, movimentações nos bastidores podem mudar o panorama político do clube. Apesar de publicamente ainda afirmarem que politicamente estão juntos, o LANCE! apurou que o grupo de Alexandre Campello e Roberto Monteiro começa a agir internamente para um possível rompimento a Julio Brant - as chapas se uniram com a junção da "Sempre Vasco" com a "Frente Vasco Livre", formando a "Sempre Vasco Livre", atual vencedora da primeira parte do pleito, disputado em novembro de 2017, com a decisão vigente da Justiça que anula os efeitos dos votos da urna 7.

Em conversas com partidários nesta segunda-feira, Eurico Brandão, o Euriquinho, atual vice-presidente de futebol do Vasco e filho do atual presidente Eurico Miranda, afirmou que há 90% de chance de Julio Brant perder a eleição do Vasco no Conselho. Emissários dos grupos já dialogaram nas últimas horas neste sentido. Esse percentual seria possível somente com uma união do atual grupo de situação com Roberto Monteiro e Alexandre Campello. O grupo de situação da "Casaca" não descarta acordos com grupos para o pleito. Em nota oficial nesta segunda, garantem que "neste momento, não há acordo algum com qualquer grupo. O que não significa que não possa vir a acontecer".

O LANCE! ouviu pessoas ligadas aos grupos. Fontes relacionadas a "Sempre Vasco" afirmaram que politicamente seguem juntos nos acordos com o grupo de Roberto Monteiro e Alexandre Campello e que o acordo será cumprido. No atual acordo com a "Frente Vasco Livre", que politicamente segue sendo respeitado até agora, os membros Alexandre Campello está como candidato à vice-presidente geral, Roberto Monteiro como presidente do Deliberativo e Eloi Araújo comandando o Fiscal. Uma reunião no último domingo foi ratificado os apoios e compromissos previamente acordados.

Pessoas com ligação ao "Casaca" ouvidas pela LANCE! garantem que não há menor chance de seus membros votarem em Roberto Monteiro e Alexandre Campello em caso de efetivação do possível racha. Também nesta segunda, via Twitter, Alexandre Campello afirmou "não serei responsável pela volta do Eurico" - o que foi confirmado em apuração do L! de que não há chance de apoio da "Frente Vasco Livre" a Eurico Miranda como possível candidato à reeleição na sexta-feira. Entretanto, partidários começam a falar nos bastidores uma nova composição de candidatura com um terceiro nome, ainda não citado, para sair como candidato para disputar contra Julio Brant.

No acordo atual entre os grupos de Julio Brant e Alexandre Campello e Roberto Monteiro, 60 conselheiros são da "Sempre Vasco" e outros 60 da "Frente Vasco Livre" do total dos 120 conselheiros eleitos que irão tomar posse na sexta-feira - caso não haja uma decisão contrária da Justiça até então, já que há um mandado de segurança a ser julgado pelo Superior Tribunal de Justiça, em Brasília, que busca a validação da urna 7. A chapa de situação "Reconstruindo o Vasco" tem o direito de indicar 30 conselheiros eleitos como sendo a segunda colocada. Esses 150 eleitos se juntam a 150 natos, totalizando os 300 que irão eleger o presidente para 2018-2020.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos