Reforços? Conceição se diz satisfeito com opções e foge de favoritismo

A torcida bate na tecla e até os dirigentes reconhecem: o Botafogo precisa contratar um 'camisa 9' para fazer sombra a Brenner e Pachu e de um lateral-esquerdo para suprir as saídas de Victor Luis e Victor Lindemberg. Apesar disso, o treinador Felipe Conceição, que nesta terça-feira, às 21h30, estreia como profissional contra a Portuguesa, reforça: está confiante com as peças que têm, mas com ressalvas.

- Não sou de lamentar. No momento, estou satisfeito com o elenco. Os nomes que temos estão representando nos treinos, mas quem vier vai agregar ao grupo. Tudo que agente construiu nesses dias curtos, mas intensos. Desde o primeiro dia trabalhamos com bola e tática. Quando virar hábito, a gente constrói algo novo de novo. Tem muita margem de crescimento nosso elenco pela idade - comentou Felipe, antes de completar:

- Hoje, estou satisfeito, o que não significa que daqui a algum tempo a gente não repense. A Pré-temporada foi boa. Gilson e Yuri evoluíram, assim como Brenner e Pachu - finalizou.

Todo esse otimismo, porém, não faz com que o treinador aponte o Botafogo como o favorito ao título do Campeonato Carioca. Vale sempre destacar que dos três rivais cariocas, dois estão na Libertadores e dois não atravessam uma boa fase nos bastidores. Mas ele garante: o Alvinegro virá forte.

- Pela grandeza do clube e pela qualidade do elenco que tenho, mesmo com tantos jovens, tenho a certeza que o Botafogo entra no hall dos outros três grandes, mas é complicado comparar e dizer que o Botafogo está na frente, até pelo processo novo e juventude. Mas nós vamos brigar - opinou o comandante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos