Sem 'chorar' por saídas, Abel Braga comenta expectativa para o Carioca

O técnico Abel Braga não passará o ano lamentando os nomes que deixaram o Fluminense. Até agora, já são oito titulares de 2017 que não estão à disposição do treinador. Em seu segundo ano consecutivo no comando do Tricolor, Abel sabe que encontrará dificuldades, mas só pensa no que pode acontecer a partir de agora. Na quarta, o time estreia no Estadual contra o Boavista, às 16h30.

- Eu não vou por esse lado. Não tenho mais esses jogadores. São nomes de alto nível e amigos, mas não adianta ficar chorando o que ficou para trás. Temos que pensar daqui para frente - afirmou Abelão, antes de complementar:

- Nós não temos ainda um grupo formado, até em termos de números.

Para 2018, o Fluminense acertou apenas duas contratações: Gilberto e Jádson. Outros nomes, como Ayrton e Pablo Dyego, voltaram após empréstimos, mas não repõem as mais de 20 saídas do elenco em relação ao ano passado.

O Tricolor ainda busca reforçar o grupo com as chegadas de um goleiro, um zagueiro, um volante e um meio-campista. Caso Henrique Dourado deixe o clube, a procura por um centroavante também se tornará prioridade.

Sobre o título do Estadual, o técnico vê o Flamengo largando na frente dos demais concorrentes. Para Abel Braga , Fluminense, Vasco e Botafogo iniciam o ano no mesmo patamar, passando por reformulações em seus times, enquanto o Rubro-Negro vem com a mesma base da última temporada.

- Em relação à minha expectativa para o campeonato, tirando o Flamengo que tem um time pronto, o Fluminense está na mesma condição que os outros.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos