Com show de Neymar e recorde de Cavani, PSG massacra o Dijon

O PSG mostrou mais uma vez um futebol envolvente no Campeonato Francês. Sem diminuir o ritmo, a equipe aplicou uma sonora goleada no Dijon, por 8 a 0. Destaque para Neymar, que marcou quatro vezes. Di María (2), Cavani e Mbappé completaram o massacre no Parque dos Príncipes. Com seu gol, o uruguaio igualou-se a Ibrahimovic como maior artilheiro da história do clube.

O show em Paris deixou o PSG com 66 gols marcados 21 partidas, média de mais de três por partida. Além disso, abriu 11 pontos de diferença na liderança para o agora segundo colocado Lyon: 56 a 45. Já o Dijon soma 25, na 11ª posição.

O PSG mostrou todo o seu poderio em campo contra o frágil Dijon, apesar de poupar cinco titulares. Daniel Alves, Thiago Silva, Kurzawa, Rabiot e Mbappé ficaram no banco de reservas.

O time de Paris deu um verdadeiro show. E o placar foi construído com golaços. O primeiro saiu dos pés de Di María. Após toque de calcanhar de Lo Celso, o camisa 11 acertou lindo chute de fora da área, no ângulo, sem chances para Reynet.

O gol com três minutos fez o jogo do PSG fluir com naturalidade. Tranquilo em campo e com o trio ofensivo jogando por música, o segundo sairia em questão de tempo. E não demorou muito. Aos 14, Lo Celso roubou a bola e Cavani ficou com a sobra. O uruguaio rolou, Neymar entrou sozinho e tocou na saída do goleiro. Di María, que acompanhava o lance, apenas tocou para a rede.

O Dijon não tinha forças para sair e via a marcação forte do rival surtir efeito. Tanto que os anfitriões chegaram ao terceiro aos 20 minutos. E foi histórico. Após cruzamento de Di María, Cavani tocou de cabeça no canto de Reynet. Foi o 156º gol do uruguaio pelo clube, igualando-se a Ibrahimovic como maior artilheiro da história do PSG.

A larga desvantagem desanimou de vez o Dijon, que apenas tentava não ceder mais gols ao PSG. Mas a missão era difícil e não foi cumprida à risca. No fim da etapa inicial, Neymar fez outro lindo gol, desta vez de falta, deixando Reynet vendido.

O PSG seguiu com posse de bola no segundo tempo, esperando uma brecha para ampliar o marcador. A equipe abusava dos toques rápidos, mas sem objetividade. Mas aproveitou de bobeada da defesa para chegar ao quinto. Berchiche cruzou para Cavani, mas Yambere, no caminho, cortou mal e deixou à feição para Neymar guardar. O brasileiro quase fez o seu terceiro logo em seguida, mas Reynet saiu bem.

Neymar estava endiabrado. Todo lance de ataque do PSG passava pelos pés do brasileiro. Em um deles, ele arrancou da esquerda, livrou-se dos marcadores, entrou na área e bateu colocado. Um golaço. O Dijon não tinha forças nem para defender. Em outra arrancada do camisa 10, ele acionou Mbappé. O jovem francês, que entrara na vaga de Di María, fez o sétimo.

No fim, o PSG ainda chegou ao oitava de pênalti. Cavani foi derrubado na área. Neymar, pela quarta vez na partida, foi às redes, sacramentando a gigantesca goleada no Parque dos Príncipes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos