Meia prevê evolução do Botafogo: 'Vamos melhorar, mas não é fácil'

O empate do Botafogo com a Portuguesa teve contornos de vaias, luta, mas o gosto sempre agradável de um gol salvador no fim da partida. Mesmo assim, o meia João Paulo não considera que o ponto conquistado na noite da última terça-feira, no Estádio Nilton Santos, seja positivo.

- Bom não dá pra dizer. Empatar em casa nunca é bom. Fica aquele gosto de que poderíamos ter feito mais. Demoramos um pouco para nos encontrarmos, foi o primeiro jogo depois de dez dias de treino. Vamos melhorar, mas não é desculpa. Erro de bola parada e outros erros que tivemos para começar a buscar 2 a 0, que não é fácil. Fomos persistentes, não é fácil - explicou João Paulo, nesta quarta-feira.

Ele fez apenas um trabalho regenerativo, assim como os demais titulares. A maioria dos reservas é que fez um trabalho tático intenso, seguido de um coletivo, no campo anexo. Não estiveram presentes o goleiro Gatito Fernández, que segue preservado, e o zagueiro Carli, que foi preservado após sentir incômodo na panturrilha direita na última partida.

Por outro lado, a atividade contou com juniores completando o grupo. Leandro Carvalho teve bom desempenho. O Glorioso ainda treina nesta quinta-feira à tarde e na sexta-feira, pela manhã, antes de enfrentar o Fluminense, no sábado, pela segunda rodada da Taça Guanabara.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos