Alerta para Liberta: Vasco apresenta problemas antigos em 1º jogo do ano

No primeiro jogo da temporada, o Vasco perdeu para o Bangu por 2 a 0, na noite da última quinta-feira, pelo Carioca, em São Januário. Claro que é preciso levar em consideração alguns fatores, mas a derrota gera preocupação para a estreia do time na Libertadores, no próximo dia 31, contra a Universidad Concepción, no Chile. Isso porque a equipe do técnico Zé Ricardo repetiu os mesmos erros de 2017: dificuldade de criação e baixa produção ofensiva.

Alguns pontos precisam ser relevados. O primeiro deles é que foi a primeira partida do time na temporada. Então, a forma física e o ritmo de jogo dos atletas não são ideais. Além disso, a zaga foi composta pelo jovem Ricardo, de 19 anos, e o recém-chegado Luiz Gustavo, que estrearam pelo Cruz-Maltino e ainda não têm muito entrosamento. Para contribuir ainda mais, o duelo foi realizado com portões fechados e não teve o apoio da sua torcida em São Januário.

Porém, gera preocupação os problemas antigos que a equipe apresentou. Mesmo como o meio-campo formado por Wellington, Evander, Wagner, Nenê e Paulinho, remanescentes do ano passado, ou seja, que já tem entrosamento, o time não conseguiu criar. Com muita lentidão e pouca movimentação, o Cruz-Maltino tinha dificuldades na saída de bola. No primeiro tempo trocou muitos passes, mas sem profundidade. Já na segunda etapa a situação ficou ainda pior.

Somado a isso ainda tem a baixa produção ofensiva de Andrés Rios. Com a nova lesão no joelho de Luis Fabiano, o argentino foi improvisado mais uma vez como referência na frente. No entanto, ele não conseguiu dar trabalho aos zagueiros e ao goleiro Célio Gabriel.

Os problemas decorrentes do início da temporada dever sem consertados naturalmente com a preparação e os jogos. Porém, essas duas deficiências, que persistem na equipe, o técnico Zé Ricardo terá que resolver para o time ter um desempenho melhor nos duelos pela segunda fase da Libertadores contra o Concepción.

Zé diz que primeiros jogos são para preparação

O técnico Zé Ricardo minimizou a derrota para o Bangu. O treinador sabia que a partida não seria fácil por se tratar da primeira do ano. Segundo ele, o time vai encarar esses primeiros jogos pelo Estadual até estreia na Libertadores como preparação para duelos contra a Universidad Concepción.

- Sabíamos que não ia ser fácil essa estreia. Encaramos os quatro primeiros jogos como fase da nossa preparação para estarmos na melhor forma - disse o treinador.

Na partida contra o Alvirrubro, reforços que devem ser titulares, como Rildo, Riascos e Erazo, ficaram de fora. Para o compromisso de domingo, contra o Nova Iguaçu, o técnico não prometeu escalar os jogadores e disse que vai colocar em campo quem estiver em condições. Ele disse que o objetivo é dar um padrão para a equipe.

- Nossa ideia é colocar em condição de jogo quem puder para dar um mínimo de padrão à equipe - completou o treinador.

Até a estreia na Libertadores, no próximo dia 31, o Cruz-Maltino tem mais três jogos pelo Carioca: Nova Iguaçu (domingo), Cabofriense (na próxima quarta) e Flamengo (dia 27 de janeiro).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos