Topo

Esporte


Corinthians recua, e busca por 9 ficará para a próxima diretoria

19/01/2018 06h30

O torcedor do Corinthians está ansioso pela contratação de um centroavante, mas ainda terá de aguardar pelo menos mais 15 dias para ver o clube anunciar algum reforço para a posição. Isso porque a atual diretoria admite que a busca por um novo camisa 9 ficará para o próximo presidente, que assumirá o Timão após a eleição no dia 3 de fevereiro.

O Corinthians quer mais um centroavante para substituir Jô, vendido no fim do ano passado ao Nagoya Grampus (JAP). A diretoria tentou contratar Henrique Dourado, do Fluminense, mas disse que a negociação seria muito cara. Gilberto, ex-São Paulo, foi sondado, de acordo com os dirigentes, mas as tratativas não evoluíram.

Tanto a diretoria quanto a comissão técnica analisam jogadores para a posição, mas esbarram principalmente nos valores. A ideia é contratar algum centroavante com as características de Jô, que chegue para assumir a posição de titular. O Timão, porém, não quer fazer algum investimento alto, e encontra dificuldades no mercado.

Enquanto aguarda pela chegada de um novo centroavante, o técnico Fábio Carille publicamente não pressiona e admite que tem de esperar a eleição. O treinador tem utilizado Kazim como titular neste início de ano. Júnior Dutra, Carlinhos e até Lucca são opções para o setor.

- Ano passado também teve isso, muita gente contratando e a gente quietinho. Cada um tem sua situação financeira, eu sei qual é a do Corinthians. Deixei claro que não chegaria cereja do bolo e não vai chegar até a eleição de 3 de fevereiro. Tenho que blindar esses meninos, são jovens, e não é fácil jogar no Corinthians. Tenho que estar ao lado deles - diz Carille.

A eleição do Corinthians tem atualmente quatro candidatos: Andrés Sanchez (situação), Felipe Ezabella, Paulo Garcia e Romeu Tuma Júnior. Já Antonio Roque Citadini foi impugnado, mas recorre para poder participar do pleito.

Mais Esporte