Goleiro é preso no intervalo de jogo no Campeonato Mato-Grossense

Um caso de polícia marcou a primeira rodada do Campeonato Mato-Grossense. Na noite de quinta-feira goleiro Heverton Perereca, do Operário VG, foi detido no intervalo da partida entre a equipe contra o Luverdense, na Arena Pantanal.

Segundo informações divulgadas pelo G1, Heverton Santos de Oliveira, de 39 anos, deve pagamento de pensão alimentícia aos seus filhos. Um oficial de Justiça foi até o vestiário do estádio, ao lado de policiais militares, e cumpriu a ordem de prisão.

A reportagem não localizou o advogado de defesa goleiro. O mandado de prisão, que está em segredo de Justiça, foi decretado pelo juiz Alberto Pampado Neto, da Terceira Vara Especializada de Família e Sucessões de Cuiabá.

De acordo com o supervisor do clube de Várzea Grande, Romildo Silva, o goleiro foi abordado no vestiário. O dirigente não adiantou se tomará medidas após a detenção de Heverton Perereca.

- O oficial de Justiça apresentou um mandado contra ele e o levaram por não pagar pensão alimentícia. É uma situação particular, não interfere [no trabalho como jogador].

Após o intervalo do jogo, o goleiro foi substituído por Marcos Vinícius. Enquanto a etapa final transcorria, Heverton Perereca foi conduzido por policiais da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam).

A Secretaria de Estado de Justiça de Direitos Humanos afirmou que o goleiro está preso no Centro de Custódia de Cuiabá. Em campo, o Operário VG perdeu por 2 a 1 para o Luverdense.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos