Torcida pede Calleri e reforços no São Paulo: 'Chega de time grande não cai'

No ano passado, a diretoria do São Paulo abriu as portas do CT da Barra Funda duas vezes para organizadas, uma para falar com elenco e comissão técnica e outra até para dar sugestões no planejamento para 2018. Antes do último jogo do Brasileiro, membros dessas torcidas puderam fazer festa no gramado. Mas, logo após duas rodadas sem vitória no Paulista, já há protesto, e cobrança por reforços.

A Independente, principal uniformizada do Tricolor, disse que as faixas expostas nesse sábado ("Cadê os reforços?", "6 anos seguidos de humilhação", "Queremos jogadores" e "2018 seremos campeões???"), na chegada da equipe ao Morumbi, antes do 0 a 0 diante do Novorizontino, tinha a diretoria como foco, já que a torcida está "fechada com o time". Mas este domingo foi usado para manifestações e cobranças pelas redes sociais.

Em suas páginas oficiais, a Independente fez publicações diferentes, mas sempre ressaltando que é necessária a contratação de reforços para evitar mais um ano brigando contra o rebaixamento no Brasileiro e enfatizando a mensagem "Chega de time grande não cai" e "Torcedor não é palhaço".

Em seu Twitter, a organizada citou Calleri, atacante argentino que atuou pelo clube no primeiro semestre de 2016, quando o São Paulo chegou às semifinais da Libertadores. O jogador está no Las Palmas, da Espanha, e é frequentemente alvo de campanha da torcida para o seu retorno ao Morumbi.

Veja a publicação no Twitter:

No Facebook, a uniformizada mantém o pedido por reforços e demonstra cansaço para o que chama de "desculpas". O alerta é mais forte em relação à possibilidade de brigar novamente contra o rebaixamento no Brasileiro.

Confira a publicação:

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos