Que trio é esse?! Revelações da base do Botafogo evoluem juntas

No último sábado, o Botafogo esteve longe de tomar sufoco na defesa. E isso se deu também graças à atuação segura de um trio com história interessante: os zagueiros Marcelo e Igor Rabello e o volante Matheus Fernandes. Os dois últimos são titulares no time de Felipe Conceição e o primeiro substituiu Carli, machucado. Oriundos das categorias de base do clube, eles mantêm-se valorizados no mercado.

E esse passado em comum talvez explique os bons números deles quando atuam juntos. Foram três partidas onde o trio jogou 90 minutos. E apenas um gol sofrido, o 1 a 1 contra o Nova Iguaçu, na segunda rodada do último Carioca. Vacilo amenizado pelo tento marcado por Marcelo naquele jogo. Eles ainda ficaram zerados em dois clássicos: o contra o Tricolor e diante do Flamengo, no último Campeonato Brasileiro, quando o Bota venceu por 2 a 0.

Quando eles jogaram entre 45 e 90 minutos juntos, mandaram bem na maioria da vezes. Contra a Portuguesa, Marcelo entrou no lugar de Carli, no intervalo. O Botafogo não só se ajustou defensivamente como foi buscar o empate após estar perdendo por 2 a 0. No último Campeonato Brasileiro, Marcelo também entrou no intervalo contra o Avaí, na Ressacada. É bem verdade que foi no segundo tempo que saiu o gol do Leão, mas o Alvinegro arrancou um empate fora de casa.

O defensor de 22 anos recém completados também entrou no final do jogo para segurar dois empates sem gols. E conseguiu: contra O Flamengo, na Copa do Brasil, e diante do Atlético-PR, na primeiro turno do Brasileirão de 2017. Mas, claro, também aconteceram resultados infelizes. O trio esteve junto no vice da Taça Rio para o Vasco, quando o Alvinegro jogou com time alternativo e Marcelo foi expulso. Um outro dia amargo do trio atuando junto foi na queda para o Flamengo na Copa do Brasil.

Conceição admite preocupação com Igor Rabello

Após a partida do último sábado, o treinador Felipe Conceição valorizou o trabalho de Igor Rabello no Botafogo. Por mais que possa parecer imperceptível, ele vê evolução no trabalho do defensor em relação à última temporada

- A reposição técnica preocupa, sim, caso ele saia do Botafogo. Acho que o Igor está evoluindo mais esse ano e agora tem mais condições de jogar em uma linha mais alta. Ele e Marcelo foram muito bem no jogo - analisou Conceição, que armou um esquema onde Matheus Fernandes é titular e tem duas responsabilidades: proteger a defesa e fazer a saída de bola. E vem dando conta do recado.

Assim, quem sabe ele será sondado por mais equipes. Em 2017, o volante de apenas 19 anos foi sondado pelo Barcelona. Proposta? Ainda não chegou nenhuma, o que não acontece com Igor Rabello, por exemplo.

Também no ano passado, o "General" teve uma proposta de R$ 11 milhões da Udinese (ITA), mas ela foi recusada. Depois, virou alvo do Werder Bremen (ALE) e do Anderlecht (BEL). E em 2018, de acordo com o site do Globo Esporte, haverá uma nova proposta em breve, do Spartak Moscou (RUS). Após o empate sem gols contra o Flu, na zona mista do Maracanã, ele garantiu que não chegou nada até ele e disse estar focado no Botafogo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos