'Bom e barato', Júnior Dutra começa a ganhar espaço no Corinthians

Uma série de fatores fazem do atacante Júnior Dutra um dos reforços do Corinthians que chegam ao clube sob a maior desconfiança. Histórico pouco sedutor, custo baixo, concorrência... No entanto, o jogador de 29 anos tem dado uma resposta positiva neste início de temporada e, nesta quarta-feira, diante da Ferroviária, no Pacaembu, fará sua estreia como titular já sonhando em conquistar uma vaga no time, dada a má fase de Kazim.

Júnior Dutra foi a contratação de menos grife do Corinthians para 2018 até o momento. Chegou sem custos de transferência, com pagamento de uma comissão de R$ 300 mil a um empresário, após rendimento razoável pelo Avaí. Marcou nove gols no Campeonato Brasileiro, no qual a equipe catarinense acabou rebaixada. Mas a atuação do atacante foi suficiente para seduzir o técnico Fábio Carille.

O técnico acompanha o jogador há algum tempo e viu nele uma alternativa modesta para diferentes posições do ataque. E Júnior tem correspondido. No último domingo, contra o São Caetano, ele entrou no segundo tempo no lugar de Kazim e de cara deixou sua marca na goleada por 4 a 0; Já havia entrado bem na estreis na Florida Cup contra o PSV (HOL), empate por 1 a 1, e mostrado boa movimentação no jogo seguinte contra o Rangers (ESC). Aliado ao desempenho veio a entrega nos treinos, com participação exatamente como o comandante havia imaginado. Ponto para Dutra.

Na visão da comissão técnica, o desempenho do atacante pode ser ainda melhor conforme ele for acumulando minutos em campo. A expectativa é de que a desconfiança natural por parte da torcida se transforme em surpresa com uma participação que Dutra ainda não chegou a ter em sua carreira.

Antes do Corinthians, Júnior Dutra atuou por nove clubes, mas nunca teve destaque em um grande. Iniciou a carreira na base do Santos mas nem chegou a jogar pelo profissional. Passou por Atlético-PR antes de ter certo destaque no Santo André e se transferir para o Japão. Rodou por Béligca, Catar e em 2016 teve uma chance no Vasco, mas também não vingou, disputando poucos jogos. O Corinthians representa o ápice da carreira, como ele mesmo admitiu na chegada.

- Estou muito feliz. Com certeza, é um marco na minha carreira estar vestindo a camisa do Corinthians e assinando meu contrato. Realmente, é um sonho de menino. Espero conquistar muitos títulos aqui, ajudar muito, dar a minha vida por este clube e, como todo atacante, fazer muitos gols. Sou mais um louco neste bando que é o maior do Brasil - disse Dutra em sua chegada.

O atacante foi a primeira contratação anunciada pelo Corinthians para 2018 e o de mais destaque até agora. Além dele, chegaram Juninho Capixaba, lateral-esquerdo que também vem sendo titular, Henrique, zagueiro que ainda não está regularizado, o volante Renê Júnior, que não tem sido relacionado, o meia Mateus Vital, que estreia nesta quarta, e Emerson Sheik, consagrado atacante que ainda aprimora a forma física.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos