De olho na seleção, Fagner se destaca pelo Corinthians no início de 2018

  • Marcello Zambrana/AGIF

    Fagner em ação em jogo do Corinthians contra a Ponte Preta

    Fagner em ação em jogo do Corinthians contra a Ponte Preta

Pelo quinto ano seguido, o Corinthians é um dos poucos clubes brasileiros que não se preocupa com a lateral direita. Titular desde 2014, Fagner se destaca pelo time no começo de 2018, tanto defensivamente quanto ofensivamente.

Ainda no fim de 2017, após receber o prêmio de melhor lateral-direito do Brasileirão, Fagner disse que iria se cuidar para 2018. Além dos objetivos com o Corinthians, ele tem outro sonho: disputar a Copa do Mundo.

"Eu me cuidei, me privei de algumas coisas. Lógico que não treinei igual, mas procurei fazer algumas coisas até para a consciência ficar tranquila. Estou bem e feliz, bola para frente", disse Fagner, após dar uma assistência na vitória por 2 a 1 sobre a Ferroviária.

"Cada ano tem uma coisa diferente, esse foi um pouco mais curta a pré-temporada, sabia que necessitava de um cuidado maior. Fico feliz de estar bem, poder ajudar. Esse começo apertado é difícil", acrescentou.

Apesar de sonhar em disputar a Copa do Mundo na Rússia, Fagner sabe que o que fazer para ser convocado pelo técnico Tite: não pensar na seleção brasileira. O jogador sabe que precisa se destacar pelo Corinthians para vencer a disputa com outros laterais (o principal concorrente é Danilo, enquanto Daniel Alves tem vaga assegurada).

"Eu entro em campo procurando fazer meu melhor. Tenho uma cabeça muito boa em relação a isso, procuro ajudar minha equipe, e a Seleção vai ser consequência daquilo que eu estiver fazendo no Corinthians. Não adianta entrar em campo pensando em fazer alguma coisa para a Seleção sendo que eu posso deixar de fazer para o meu clube. Isso pode não me levar para a Seleção. Então minha cabeça é sempre aqui, para eu ajudar meus companheiros e para que eu me sinta bem. Tudo tem de ir desenvolvendo e a cabeça precisa estar boa", declarou Fagner.

Cria do terrão e hoje aos 28 anos, Fagner faz o Corinthians deixar os adversários com inveja. Afinal, quase todo clube reclama que é difícil arrumar um lateral-direito. No Corinthians, isso não é problema há alguns anos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos