Garoto decide, e Santos vira sobre a Ponte Preta em Campinas

Um gol logo aos 8 minutos de jogo deixou a partida brigada e foi decidida nos mínimos detalhes. A Ponte Preta conseguiu abrir o placar com Léo Arthur, após boa jogada de Fellipe Cardoso. O camisa 10 da Macaca achou o único canto aberto por Vanderlei, que saiu seco. O Peixe só conseguiu igualar aos 28 da segunda etapa, com gol de Sasha atuando como centroavante depois de ter substituído Rodrigão. No fim, o Alvinegro levou a melhor com um garoto franzino, de 17 anos, revelado na base. Mais um?

RETRANCA E PACIÊNCIA

O posicionamento do time de Eduardo Baptista após abrir o placar foi claro. Bastou comemorar o gol de Léo Arthur que a Ponte se compactou e recuou, tentando garantir o resultado num único gol. A Macaca terminou o primeiro tempo com quatro jogadores amarelados e o Santos, com 70% da posse de bola, mas sem finalizações certas.

TIC-TAC

Naturalmente, o Santos se adiantou ao campo de ataque, mas encontrou dificuldade também no gramado. Pouco se via o time tocar a bola e se movimentar com velocidade. A maioria dos lances de ataque do Alvinegro foram com bolas lançadas à frente e com pouquíssima efetividade. De sete finalizações na etapa inicial, nenhuma foi na meta e a mais perigosa foi com Luiz Felipe, de cabeça, por cima do gol.

CLIMA QUENTE

Antes do intervalo, os ânimos se exaltaram após disputa entre Felipe Saraiva e Arthur Gomes. O santista reclamou de um braço no rosto e de uma pancada na costela. O segundo golpe, porém, veio da bandeirinha de escanteio, que foi e voltou após a dupla cair no canto do campo. O árbitro apitou fim do primeiro tempo enquanto jogadores das duas equipes se aglomeravam. Os atacantes se cumprimentaram ainda antes da bola rolar no segundo tempo.

MUDOU

A postura do Santos foi diferente no segundo tempo e começou com Vecchio dando suto no goleiro Ivan. O Peixe voltou do vestiário com a intenção de trabalhar mais a bola e com agilidade nas pontas. Mas o gol do Alvinegro veio pelo alto. Com pouca participação, Rodrigou deu lugar a Sasha. O reforço, acostumado a jogar pelos lados, jogou como centroavante e deu conseguiu o empate de cabeça, como um clássico camisa 9, depois de passe de Copete. A partir daí, pressão santista, que chegou mais perto de virar.

COMEÇA A CHUVA

Nem uma gota sequer caiu do céu de Campinas. A chuva foi dos raios dos Meninos da Vila. Um garoto franzino, de 17 anos, foi quem decidiu para o Santos. Rodrygo, chamado por Jair Ventura no fim, entrou na área cortando o zagueiro e chutou forte, no canto, para virar o jogo no fim. Será a próxima geração de Meninos da Vila?

COMO FICA

Com três pontos, a Ponte Preta é a segunda do Grupo C. O Santos lidera o Grupo D com seis pontos.

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA 1 X 2 SANTOS

Local: Moisés Lucarelli, Campinas (SP)

Data-horário: 25/1/2018 - 19h30

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)

Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Vitor Carmona Metestaine (SP)

Público/renda: 2.032 pessoas / R$ 58.100

Cartões amarelos: Tiago Real, Marciel, Renan, Jeferson, Ronaldo e Marquinhos (PON); Copete, Vecchio e David Braz

Gols: Léo Arthur (aos 8'/1ºT) (1-0); Sasha (aos 28'/2ºT) (1-1); Rodrygo (aos 46'/2ºT)

PONTE PRETA: Ivan; Emerson, Renan Fonseca, Luan Peres e Jeferson; Tiago Real, Marciel (Ronaldo, aos 16'/2ºT) e Léo Arthur (Thiaguinho, aos 36'/2ºT); Felipe Saraiva, Silvinho (Marquinhos, aos 26'/2ºT) e Fellipe Cardoso. Técnico: Eduardo Baptista.

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Caju; Alison, Matheus Jesus (Jean Mota, aos 13'/2ºT) e Vecchio; Copete, Arthur Gomes (Rodrygo, aos 33'/2ºT) e Rodrigão (Eduardo Sasha, aos 20'/2ºT). Técnico: Jair Ventura

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos