Lazio recebe punição branda após antissemitismo de organizada

A Federação Italiana de Futebol puniu a Lazio por conta de comportamento antissemita de seus torcedores em um jogo contra o Cagliari, em outubro de 2017. Na ocasião, os Ultras, conhecidos por cantos racistas e atitudes violentas, utilizaram imagens de Anne Frank vestindo a camisa da rival ao lado de slogans com os dizeres: "Torcedores da Roma são judeus".

A Lazio acabou multada e pagará 50 mil euros (R$ 198 mil). Mas a equipe escapou de uma punição ainda maior. A federação propôs que o time tivesse que atuar em dois jogos com os portões fechados, mas o tribunal não acatou o pedido.

Se apenas a multa ficou barata para a Lazio, o mesmo não se pode dizer dos Ultras. Treze pessoas ligadas à organizada foram banidas dos estádios de futebol de cinco a oito anos.

Na partida seguinte ao duelo contra o Cagliari, jogadores da Lazio entraram em campo para o aquecimento antes do jogo contra o Bologna com uma camisa com a foto de Anne Frank, com a frase: "Não ao antissemitismo".

Anne Frank foi uma adolescente alemã, de origem judaica, vítima do Holocausto. A sua história e sua luta contra a perseguição de nazistas foi retratada no livro 'O Diário de Anne Frank', que se tornou base para várias peças de teatro e filmes ao longo dos anos. Ela morreu aos 15 anos no campo de concentração de Bergen-Belsen, em 1945.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos